quarta-feira, julho 16, 2008

ELEITORAIS

MORNA
São dois os pontos de vista possíveis sobre a entrevista do candidato à reeleição João Paulo Kleinübing, da Coligação Faz Blumenau Mais Forte, na Rádio Nereu Ramos na manhã desta quarta-feira: enfadonha ou extremante “pés no chão”. Durante uma hora e pouco de conversa, JPK enalteceu as realizações de seu governo e não fez nenhuma promessa bombástica.

PERFIL ADMINISTRATIVO
João Paulo repetiu seu discurso de administrador público e destacou o perfil técnico, e não político do seu secretariado e disse que esta situação permanecerá caso seja reeleito. Afirmou que economizou cerca de R$ 6 milhões nos últimos quatro anos apenas com a redução dos cargos comissionados na administração direta, pouco mais de 50 segundo ele.

GARGALO 1
Sabendo que a saúde é o maior problema hoje em Blumenau, o prefeito candidato lembrou algumas ações, como a ampliação do Hospital Santo Antônio, a construção da Policlínica (que já existia, mas funcionava em um prédio alugado) e ampliação dos Postos de Saúde da Família, que hoje são 16 e ele promete que serão 21 até o final deste mandato.

GARGALO 2
Sobre a constante falta de médicos, disse que hoje são mais profissionais do que na gestão do seu antecessor, Décio Lima: 235 contra 180. Sobre as filas nos ambulatórios e a superlotação da emergência do HSA, JPK disse que a Prefeitura está resolvendo o problema, com a criação da figura do médico para atender a demanda do dia nas unidades de saúde que ficam nos bairros. Reconheceu que só existe no AG da Velha e não entendi se disse que já estava funcionando este serviço na região norte ou AG do centro.

VAGAS EM CRECHES
Kleinübing destacou as mais de quatro mil vagas em creches criadas pela Prefeitura nestes três anos e meio e prometeu criar mais 1.200 a cada próximo ano do novo mandato, terminando assim com a lista de espera nos CEIs.

PÉS NO CHÃO
Foi realista ao prometer pavimentação. Das duas mil ruas com barro na cidade, disse que vai pavimentar cem por ano. Ao contrário do seu principal concorrente, Décio Lima (Blumenau Para Todos), que alardeou que todas as ruas da cidade terão seus problemas de poeira e lama resolvidos caso o petisto seja eleito.

Um comentário:

Artilheiro disse...

Não ou vi a entrevista, mas parece que foi tão morna quanto a reação do alcaide ao aumento de salário dos vereadores; só rejeitou porque os vereadores pediram, se não o tivessem feito, sabe lá o que teria acontecido. E o Rufino Siebt? Votou a favor do aumento e agora é candidato a Vice na chapa do JPK!! Os munícipes tem que ter paciência, re estômago.