sábado, setembro 20, 2008

ELEITORAIS TELEVISIVAS

ADMINISTRANDO
Como as pesquisas estão a seu favor, a Coligação Faz Blumenau Mais Forte leva os programas em banho-maria. A maior parte da exibição da noite dessa sexta-feira foi reprise, com exceção do quadro Gente que Faz e da propaganda final com a filha de JPK cantando a música da campanha. Voltou a bater na tecla que o programa de governo será feito em conjunto com a população, que deve esperar a correspondência chegar em casa e dar sua sugestão.

PARA CIMA
O espaço da Coligação Salve Blumenau foi usado pelo candidato, para fazer um resumo de suas propostas. E dar uma alfinetada na campanha de Kleinübing: “não acredite em marqueteiros, em pessoas que inventam bonecos para tentar ludibriar vocês”, recomendava Ivan Naatz ao pedir o voto.

BATENDO
A campanha petista atacou forte o que considera o ponto fraco da administração de Kleinübing, que é o setor da saúde. Buscou comparar com dados à administração atual com a de Décio Lima, citando nominalmente o atual prefeito. Foi à porta do ambulatório da Velha buscar depoimentos de pessoas, que reclamavam do atendimento. E apelou ao relacionar a morte de um empresário, na última quinta-feira, com os problemas do setor.

SEM MURO 1
Como critiquei quando os marqueteiros de JPK buscaram confundir o eleitorado com a paródia do quadro Outra Família sobre a proposta de instalar Internet banda larga nos bairros da cidade, faço o mesmo com a exploração da dor de uma família no programa eleitoral. Acompanhei a distância este caso do empresário e considero uma fatalidade, mas isso ninguém poderá provar. Porém não é comum as pessoas morrerem na fila do atendimento. Se ele é bom ou ruim, a situação é outra. Mas a crítica desta forma me parece rasteira.

SEM MURO 2
Como também acho demagogia esta coisa de montar o plano de governo em conjunto com a população. História para boi dormir.

REFORÇO

GÁS NA CAMPANHA
O secretário de Turismo, Esporte, Cultura e Lazer do Estado esteve em Blumenau nessa sexta-feira percorrendo os veículos de comunicação. Gilmar Knaesel divulgava a liberação de pouco mais de R$ 1 milhão para a criação de um museu dos clubes de caça e tiro. Ele estava acompanhado do vereador e candidato à reeleição Jeans Mantau, que casualmente tem sua base eleitoral juntos às entidades que preservam as tradições. Mantau e Knaesel são do mesmo partido, o PSDB.

sexta-feira, setembro 19, 2008

ELEITORAIS TELEVISIVAS

RESPOSTA
Não será no programa desta sexta-feira à noite que a Coligação Blumenau de Todos vai usar o espaço do adversário para o direito de resposta. Ele será apresentado na segunda-feira à noite. O tempo será o mesmo utilizado no quadro “Outra Família” do dia 27 de agosto, algo em torno de três minutos.

CHUPOU BALA
A coligação de Décio Lima terá direito a apenas este direito de resposta, apesar do programa da Coligação Faz Blumenau Mais Forte ter exibido o quadro em duas oportunidades. É que foi impetrada a ação para apenas um programa, quando o certo é entrar com uma representação para cada exibição.

COTIDIANO

VAI DAR INCOMODAÇÃO
Os organizadores do Dia Sem Carro parecem que querem arrumar para cabeça. Fechar um bom trecho da Rua XV em plena segunda-feira não me parece uma boa idéia. A causa é importante, mas não é com este tipo de medida que vai se estimular as pessoas. É com um transporte coletivo de qualidade, rápido e com preço acessível, além de ciclovias que interliguem a cidade.

POLÊMICA
O circo paulista montado atrás do Corpo de Bombeiros de Blumenau, que tem seu primeiro espetáculo na noite desta sexta-feira, está gerando uma polêmica e tanto. É que eles trouxeram animais juntos, o que gerou protesto de entidades de proteção dos animais e de pessoas da comunidade. Como se sabe há uma lei municipal que proíbe a apresentação de animais. E os proprietários garantem que não vão utilizá-los. Apesar de estarem dentro da legalidade, hoje a noite um grupo de pessoas promete fazer uma manifestação no local.

DE BRASÍLIA PARA O VALE

VISITA MINISTERIAL
O ministro das Cidades, Márcio Fortes, estará na região terça e quarta-feira da próxima semana para dar um gás nas campanhas do PP no Vale. Cumprirá agenda com o deputado federal João Pizzolatti. Estou curioso para saber como será sua postura em relação à Blumenau. Fará campanha para o principal adversário do candidato do presidente Lula?

DEBATE TV BV

TELHADO DE VIDRO
O debate transmitido na noite dessa quinta-feira serviu para me irritar e mostrar que os todos os candidatos, com exceção de João Paulo, trabalham para que tenha segundo turno. Foram quatro contra um. Todas as críticas ficaram concentradas no atual prefeito, que lidera as pesquisas na cidade.

OMITIRAM-SE
Eu entendo o debate como a oportunidade que os candidatos têm de confrontar suas idéias e questionar as propostas dos demais. Esperava ver o embate entre João Paulo e Décio, mas eles se esconderam atrás das estratégias dos marqueteiros. Não houve nenhuma pergunta de um para outro. Quando tiveram oportunidade, Décio e JPP fizeram perguntas para José Ouriques, Dari Diehl e Ivan Naatz.

NA FERIDA
Eu queria ver Décio sendo questionado por João Paulo sobre o caso Agrenco ou mesmo sobre as denúncias de corrupção que envolveram sua administração. Esperava que JPK tivesse que explicar a terceirização da merenda ou sobre a oferta de mais de três mil vagas nas creches sem construir sequer cinco CEIs.

OPINIÃO
Entendo a estratégia, mas não concordo e acho um desrespeito ao eleitor.

EXAGERO ELEITORAL
No mais o tema saúde dominou o debate e obviamente todos bateram em João Paulo. Achei o candidato “robotizado”, repetindo o discurso treinado. Já Décio se passou, ao tentar atribuir a morte de um empresário em frente ao ambulatório da Velha a um problema no atendimento. O homem era obeso, hipertenso e teve um ataque fulminante de coração. Tinha mais três pessoas à sua frente para ser atendido quando morreu.

COMPADRE
E o Latinha, hein? Sempre que pôde encheu a bola de Décio e fez duras críticas a que considera ser a situação da cidade hoje. Parecia atuar em um jogo de cartas marcadas.

PROBLEMA TÉCNICO

EXPLICANDO
Por um problema na máquina, a informação do direito de resposta concedido pelo TRE para a coligação Blumenau de Todos foi postado como se fosse na quarta feira à noite, enquanto a decisão saiu na tarde de quinta-feira. Não sei o motivo desta rebeldia do meu computador, mas consegui resolver o problema e postei novamente. Mesmo assim teve leitor que ficou indignado, pelo que pude acompanhar na super animada de sessão de comentários.

quinta-feira, setembro 18, 2008

DIREITO DE RESPOSTA
No mesmo dia que vem à tona a troca da assessoria jurídica da Coligação Blumenau de Todos, sai o primeiro direito de resposta e justamente para a campanha petista. Mas a decisão não saiu de Blumenau e sim do Tribunal Regional Eleitoral, em Florianópolis. O juiz Márcio Luiz Fogaça Vicari atendeu recurso impetrado ainda por Lucínio Nones e considerou inverídica a paródia do quadro Outra Família, divulgada pelo programa da Coligação Faz Blumenau Mais Forte, no que diz respeito a um suposto candidato que doaria computadores à população. Obviamente ironizando a proposta de Décio de disponibilizar Internet nos bairros da cidade.

ESPAÇO IGUAL
Segundo a decisão, Décio Lima terá no programa de JPK, o mesmo tempo utilizado no quadro “Outra Família”. Confesso que não sei se a decisão já vale para o programa desta sexta-feira no começo da tarde. A posição do TRE deu esperança extra aos petistas para tentar também reverter a negativa, por parte do juiz da 88ª Zona Eleitoral, de direito de resposta contra o jornal O Diarinho.

DO LEITOR

A PEDIDO
Alguns leitores pediram e segue. O debate na TV BV é às 22 horas desta quinta-feira. Pela Net o canal é o 2 e na TV aberta o canal é o 7. Assistam e divulguem

ELEITORAIS JURÍDICAS

FAZENDO ÁGUA
A Coligação Blumenau de Todos trocou de advogado. Lucínio Nones não é mais o assessor jurídico. Segundo Lucínio foi uma troca normal, não houve nenhuma “bronca”. Mas eu já tinha informação que a coordenação da campanha de Décio estava descontente com a atuação do ex-procurador do município.

MORREU NA CASCA
O pedido de direito de resposta contra o jornal O Diarinho foi indeferido pelo juiz eleitoral Osmar Mohr. Ele considerou que não houve cunho eleitoral nem criminoso na reportagem sobre um suposto envolvimento de Décio Lima com o dono da empresa Agrenco, denunciada na Operação Influenza. Além disso, se baseou na Liberdade de Imprensa. Entre o final da tarde de hoje e amanhã pela manhã o magistrado deve se pronunciar sobre o pedido de resposta contra o Jornal de Santa Catarina e a RBS TV. Deve seguir o mesmo caminho.

ELEITORAIS

DEBATES
Hoje à noite tem debate com os candidatos pela TV BV. De hoje até a eleição serão três os debates transmitidos pela televisão. Para mim, muito, mas muito mais que os programas eleitorais, esta é a grande oportunidade que o eleitor tem para clarear suas idéias com relação aos candidatos, pois eles estão ali expostos a questionamentos e sem maquiagem. Mesmo assim mentem ou, para pegar mais leve, omitem ou distorcem. Pena que a audiência da emissora de Florianópolis é pequena em Blumenau e os que devem assistir são pessoas comprometidas com as candidaturas. No domingo, dia 28, é a vez da Ric Record transmitir e na outra quinta-feira, 2 de outubro, é a vez da RBS.

IMPRESSÕES
Ontem conversei com assessores das candidaturas de JPK e Décio Lima, gente integrada ao comando da campanha. Sentimentos bem diferentes, mas uma semelhança: confiança de ambos os lados, apesar das ambições serem distintas.

UM LADO
Pelo lado da Coligação Blumenau de Todos o objetivo é um só, garantir a realização de um segundo turno. Apostam que lá a vantagem do adversário pode ser revertida, pois os tempos de programas serão iguais e será possível fazer um confronto direto das duas administrações. O assessor aposta que isto é possível pelo clima que encontram na rua e pelos debates, onde pretendem desqualificar o resultado das pesquisas e expor as diferenças entre Décio e João Paulo.

OUTRO LADO
Já o assessor da Coligação Faz Blumenau Mais Forte destaca o número bem superior de placas colocadas de JPK, visíveis a olho nu, que, para ele, mostram voto consolidado em João Paulo. E aposta no desempenho dos vereadores, lembrando um detalhe bem importante. Na campanha de 2004, PMDB e PSDB eram adversários na chapa proporcional, quando o Democratas (então PFL) concorreu sozinho com o PP. Hoje, estes quatro grandes partidos estão juntos e podem fazer a diferença. A aposta é acabar com a fatura ainda no primeiro turno.

TERCEIRA VIA
Analiso as duas principais candidaturas sempre de olho na de Ivan Naatz. Ainda acho que ele é o fiel da balança, para que tenha ou não o segundo turno nesta eleição. A campanha dele está surpreendentemente equilibrada e tem tudo para angariar a simpatia do eleitor. Se não suficiente para levá-lo para o segundo turno, pelo menos para forçar a realização do mesmo em favor de Décio.

FACA DE DOIS GUMES
O que pode acontecer também é o eleitor indeciso, que até pensou em votar em Naatz, canalizar sua escolha para JPK para que não tenha a realização do segundo turno. Tem muita gente que não gostaria de ver a campanha eleitoral avançar outubro adentro e, supondo que João Paulo vá mesmo ganhar a eleição, abortar o processo.

quarta-feira, setembro 17, 2008

ELEITORAIS

DIREITO DE RESPOSTA
No mesmo dia que vem à tona a troca da assessoria jurídica da Coligação Blumenau de Todos, sai o primeiro direito de resposta e justamente para a campanha petista. Mas a decisão não saiu de Blumenau e sim do Tribunal Regional Eleitoral, em Florianópolis. O juiz Márcio Luiz Fogaça Vicari atendeu recurso impetrado ainda por Lucínio Nones e considerou inverídica a paródia do quadro Outra Família, divulgada pelo programa da Coligação Faz Blumenau Mais Forte, no que diz respeito a um suposto candidato que doaria computadores à população. Obviamente ironizando a proposta de Décio de disponibilizar Internet nos bairros da cidade.

ESPAÇO IGUAL
Segundo a decisão, Décio Lima terá no programa de JPK, o mesmo tempo utilizado no quadro “Outra Família”. Confesso que não sei se a decisão já vale para o programa desta sexta-feira no começo da tarde. A posição do TRE deu esperança extra aos petistas para tentar também reverter a negativa, por parte do juiz da 88ª Zona Eleitoral, de direito de resposta contra o jornal O Diarinho.

PROGRAMAS DE TV

TEASER
A campanha Coligação Blumenau de Todos corre atrás do prejuízo para reverter os estragos de percurso e erros cometidos no começo da propaganda eleitoral. Os estrategistas da Coligação Faz Blumenau Mais Forte mantém o ritmo do programa, com criatividade e dinamismo, deixando de lado as caneladas iniciais contra Décio. E Ivan Naatz surpreende, com mais um programa muito bem feito.

EXEMPLO NA PRÁTICA
Alguns leitores já haviam postado comentários favoráveis sobre o programa da Coligação Salve Blumenau e comprovei à noite. O candidato foi com sua equipe de produção à cidade de Maringá para mostrar como a proposta do passe livre para estudantes da rede pública, implantada lá, pode ser possível. Entrevistou alunos e o prefeito que carimbou a lei.

FATIA TEEN
Naatz como repórter está muito bem, melhor que nos debates. O seu programa tem qualidade e ritmo, bem dirigido, sem grandes efeitos pirotécnicos ou dramáticos. Com um discurso do novo, explorando uma âncora adolescente e essa proposta do passe livre, o candidato tem tudo para abocanhar uma fatia interessante do eleitorado, a do público jovem.

EM BANHO MARIA
Em seu diálogo com o boneco do muro, João Paulo Kleinübing buscou afastar qualquer imagem de soberba com o resultado das pesquisas até agora. Faltando 18 dias para o pleito e restando apenas cinco dias de exibição de programas das majoritárias, o candidato conclama a população para ajudar a construir o plano de governo dele e de Rufinus. Segundo o programa, todos receberão em casa um formulário e podem responder pelo correio, gratuitamente. Fica para depois da eleição. Ou para um eventual segundo turno.

PEGANDO PESADO
Através da Cíntia Canziani, o começo do programa da Coligação Blumenau de Todos saiu batendo na mídia: “Grandes veículos de comunicação”, “jornais sensacionalistas”, “campanha sórdida”, foram algumas das expressões usadas para mostrar a indignação da campanha com relação aos últimos fatos envolvendo o candidato petista que foram destaque na imprensa, como os resultados das pesquisas e o vazamento das investigações do caso Agrenco.

OPS
Como muitos sabem trabalhei com a Viviane Wagenknecht e a Cinthia Canziani recentemente na Ric Record, o que muito me orgulha. Além de gente boa, as duas são “pra lá” de competentes, sem falar na beleza. Mas acho que o talento da Viviane está sendo muito melhor aproveitado pelos marqueteiros de JPK. A reportagem dela hoje sobre áreas de lazer e esporte foi show de bola. Infelizmente a Cinthia, com cara de braba, não combina.

ESTRÉIA
Depois de uma estremecida na relação às vésperas do registro das candidaturas, o ex-prefeito Dalto dos Reis fez um discurso contundente no programa do petista. Lembrou a força do povo durante os tristes episódios das duas enchentes da década de 80, quando era prefeito, para falar que “uma cidade forte quem faz é o povo”.

FRACO
E o Dari Diehl, hein? Eu que tenho simpatia por ele e pelo Osni Wagner, sou obrigado a falar. O programa, do ponto de vista da técnica, regrediu ao invés de evoluir. O candidato pegou a síndrome do PTC para falar com a câmera (enquadramento de um lado, olhar de outro) e usou uma música de mais de trinta anos como trilha sonora: Amanhã, cantada por Guilherme Arantes. É importante a fidelidade aos princípios, mas é preciso adequar-se às evoluções de todas as ordens, neste caso, às tecnológicas e musicais.

OS CANDIDATOS E OS ADOLESCENTES

LEGAL
Hoje pela manhã os candidatos João Paulo Kleinübing, Décio Lima e Ivan Naatz estiveram no colégio Sagrada Família para conversar com alunos da oitava série e do ensino médio. Os estudantes, que já haviam trabalhado o tema eleição em sala de aula, puderam conhecer de perto aqueles que buscam ser prefeito da cidade.

RECREIO
Quem estava lá diz que na hora do recreio, os candidatos foram assediados por alunos menores, na faixa dos cinco, seis anos. Todos pediam autógrafos, afinal “eles aparecem na TV”. E depois dizem que a criançada não assiste o horário político na tv.


PESSOAL

OBRIGADO
Foram mais de 1000 acessos a este blog nas últimas 27 horas. O que me motiva e orgulha. Ontem eu estava meio chateado com algumas caneladas que tenho recebido, mas, graças ao apoio de amigos e dessa quantidade de leitores, estou renovado. Por mais que tenha gente querendo fazer ilações e coisas do tipo, tenho a consciência tranqüila com relação ao meu trabalho. Do fundo do coração, meu muito obrigado.

O QUE OS EMPRESÁRIOS QUEREM DO FUTURO PREFEITO

NO DOS OUTROS É COLÍRIO 1
Chamou a atenção alguma das propostas das entidades patronais, apresentadas aos três candidatos à Prefeitura de Blumenau. Os comerciantes querem, por exemplo, que creches atendam domingos e feriados. Os lojistas também sugerem a criação de um dique no rio Itajaí Açu, para torná-lo navegável.

PERGUNTAR NÃO OFENDE
Com relação às creches, pergunto quais destas grandes lojas e supermercados, que abrem domingo e feriados, oferecem este benefício para os funcionários? Assim é fácil.

GRANDES OBRAS
A classe patronal pede também obras de profundo impacto na estrutura viária da cidade, como à construção das pontes do Centro e do Badenfurt, o viaduto da Via Expressa, o projeto do Rodoanel, entre outros. Também querem que o município construa um centro de convenções para três mil pessoas e o parque tecnológico.

GERENCIAMENTO PÚBLICO
Na esfera administrativa os empresários pedem a redução da burocracia municipal, o não aumento da carga tributária e o final dos pontos facultativos. Apesar de defenderem uma máquina pública mais enxuta, propõe a criação de mais uma secretaria municipal, destinada a micros e pequenos empresários.

NO DOS OUTROS É COLÍRIO 2
Ao apresentar as reivindicações, a classe patronal faz sua parte. Mas não é só no pedido. Senti falta do que essas entidades farão para ajudar o futuro prefeito.

OS CANDIDATOS E OS EMPRESÁRIOS

A REUNIÃO
Cerca de 200 pessoas participaram do evento promovido pelas entidades patronais na noite de ontem em Blumenau. Décio Lima, Ivan Naatz e João Paulo Kleinübing se revezaram, nessa ordem, na apresentação de propostas junto ao empresariado da cidade. O interessante é que quando um falava, os outros esperavam em uma outra sala. Tudo foi gravado para ser cobrado do prefeito eleito no futuro.

EXPLICAÇÕES E ATAQUE
Décio Lima usou a primeira parte da sua fala para criticar a divulgação do suposto envolvimento dele no caso Agrenco e chutou a canela da RBS TV e Jornal de Santa Catarina. Disse que há uma tentativa de criminalizar o processo eleitoral em Blumenau e destacou que já intercedeu a favor de várias empresas e entidades da cidade junto à órgãos federais em Brasília. Também criticou a pesquisa Brasmarket, sem citar a Ric Record, que a divulgou. Mas não poupou ninguém: “É uma mídia maldosa e mercenária”.

CONTINUANDO 1
Depois Décio fez questão de destacar sua proximidade com o presidente Lula e prometeu apoiar as reivindicações dos empresários, falando da necessidade de se fazer as grandes obras do sistema viário. E provocou aqueles que questionam a proposta do trem de superfície. “Os senhores já conhecem o projeto de suas viagens pela Europa e sabem da importância”. Disse que o projeto será bancado pela iniciativa privada.

PARA CIMA
Ivan Naatz lembrou o caráter de “Don Quixote” de sua campanha, onde poucos têm que fazer muito. “Mas é importante uma outra voz no processo”, destacando que o seu compromisso de campanha é promover um debate proveitoso para a cidade. Encheu a bola do empresariado, afirmando que se a cidade é grande não é pelos políticos e sim pelos empresários.

CONTINUANDO 2
“Nós não atrapalharemos”, afirmou o candidato da Coligação Salve Blumenau, garantindo que a Prefeitura não será entrave, prometendo enxugar a máquina administrativa. Falou uma pérola, tentando se aproximar da platéia. “Sou capitalista, gosto de viajar, de bons vinhos (...).” Para completar sua apresentação, criticou a Furb por não ter realizado debate e esqueceu a presença da AMPE como entidade promotora do evento.

PRESTAÇÃO DE CONTAS
João Paulo Kleinübing usou os recursos de mídia para ancorar sua fala. Mais uma vez priorizou falar do que já fez, através de um power point, usando a maior parte do seu tempo. Destacou que grande parte de suas realizações foram feitas em parceria com a classe empresarial, com destaque para o novo código tributário, a Vila Germânica e os projetos de qualificação da mão, como o Entra 21 e o Adolescente Aprendiz. Falou também da sinergia para a realização do Encontro Brasil Alemanha e da discussão e criação do Projeto Blumenau 2050.

CONTINUANDO 3
A parte das propostas foi menor na apresentação de JPK e todas estavam em absoluta sintonia com a pauta de reivindicações entre pelos empresários. Como o não aumento da carga tributária, a criação da Guarda Municipal, a instalação de mais câmeras de monitoramento e a construção de um centro de Convenções.

terça-feira, setembro 16, 2008

ELEITORAIS TELEVISIVAS

ESTRATÉGIA
Ia falar ontem, mas esperei para ver o programa da Coligação Faz Blumenau Mais Forte. João Paulo Kleinübing lidera nas pesquisas sem ter apresentado sequer nenhuma proposta de governo nos programas de televisão. Os marqueteiros usaram os doze dias (24 programas) da majoritária para dizer o que João Paulo fez e dar ao candidato uma imagem mais popular. Pelos meus cálculos são apenas mais sete dias de exibição dos programas da majoritária.

SEM PROPOSTA, SEM MEDO
Nesta quarta-feira à noite o programa de João Paulo mais uma vez não apresentou proposta de governo e acabou dando munição para a campanha petista, que vem batendo forte neste item. Mesmo assim, graças aos números das pesquisas, parece não se abalar. O candidato já havia falado para este blogueiro que as propostas entrariam em uma segunda fase da campanha. Quando começará?

SINDICAIS

DIA D
Amanhã é um dia decisivo nas negociações entre o Sintrafite e o Sintex. É que está marcada para às 10 horas desta quarta-feira, a terceira rodada de negociações entre trabalhadores e empresários e caso não haja acordo podem acontecer paralisações em algumas indústrias. O alerta é de Vivian Bertoldi, presidente do Sintrafite.

DISTANTES
Os representantes dos trabalhadores pedem 15% de reajuste e o sindicato patronal oferece 7,5%. O debate faz parte da Convenção Coletiva de Trabalho.

ELEITORAIS

SOZINHAS
A senadora Ideli Salvatti, acompanhada da deputada Ana Paula Lima, conferiu três obras do Governo Federal em Blumenau nessa manhã. A pista sintética do Sesi, a Via Expressa e o viaduto na BR 470. A visita, feita para render boas imagens para o programa da Coligação Blumenau é de Todos, não teve a presença do candidato Décio Lima. Ele estaria em uma reunião para ver qual postura será tomada frente às denúncias envolvendo seu nome no caso da Agrenco.

PARA COMEÇAR A TERÇA

REFORÇO
A senadora Ideli Salvatti está na cidade para ajudar a campanha de Décio Lima. Deve tentar marcar posição com relação às obras na cidade que contam com recursos do Governo Federal.

AUSÊNCIA
O candidato à reeleição Leoberto Cristelli corre por fora de sua coligação. Entre hoje e ontem vi dois carros com adesivo do pedetista, sem nenhuma menção a Décio Lima.

PESADO
Agora é o Jornal de Santa Catarina que publica reportagem sobre o caso Agrenco e o suposto envolvimento de Décio Lima com o empresário Chico Ramos, dono da empresa acusada de desviar e lavar dinheiro através do Porto de Itajaí.

segunda-feira, setembro 15, 2008

PIMENTA ELEITORAL

QUENTE
À medida que a data da eleição se aproxima, acirram-se os ânimos e o bicho pega. Desde as baixarias mais simples, como a destruição das placas de ambos os lados até os acertos feitos no andar de cima. E as denúncias pipocam; umas mais públicas, como essa do Diarinho, outras internas, no caso que passo a narrar, da ex-secretária de Educação de JPK, Dinorah Gonçalves. O que não quer dizer que sejam verdade. Nem mesmo mentira.

A OBRA
São trechos do livro da educadora, que comandou a pasta de Educação na administração Vilson Kleinübing e durante os dois primeiros anos de JPK ocupou o mesmo cargo. Ao ser demitida ela escreveu sobre as duas gestões e disparou alguns torpedos contra o filho. Fala de superfaturamento em obras, diminuição no repasse de verbas para o setor, funcionários- fantasmas, entre outras caneladas.

EXOCET
Está lá, na página 114. “Mais uma vez, a educação, os professores, os alunos, as escolas, tinham que ser sacrificados por causa da ambição de um político e inescrupuloso. Mais uma vez o importante não estava sendo trabalhar a favor do povo, mas garantir a reeleição por meio de sacrifício alheio”.

MUNIÇÃO
O livro, chamado “Com As Mãos Limpas”, de Dinorah Krieger Gonçalves, foi publicado no final do ano passado. Não repercutiu. Mas volta à tona devido ao embate eleitoral, assim como a Operação Influenza. Artilharia pesada de ambos os lados. E deve ter mais.

CASO AGRENCO

O OUTRO LADO
A assessoria jurídica da Coligação Blumenau é de Todos vai entrar (se é que não entrou até esta postagem) junto à Justiça Eleitoral de Blumenau com pedido de direito de resposta contra o Diarinho e todos aqueles que reproduziram a matéria do jornal de Itajaí. Segundo o advogado Lucínio Nones, Décio Lima não está no rol dos investigados e muito menos foi denunciado na Operação Influenza, que apurou esquemas de corrupção e lavagem de dinheiro a partir do porto de Itajaí.

EXPLICAÇÃO
“É verdade que Décio atendeu pedidos da Agrenco”, afirma o advogado, dizendo que como deputado federal, o petista conversa com todos, buscando atender e encaminhar as várias reivindicações que recebe. Décio já intercedeu por indústrias têxteis de Blumenau, por entidades da agricultura familiar e a própria Furb. “Isto é comum”, afirma Lucínio, dizendo que a reportagem do jornal, com direito à chamada de capa, tem conotação eleitoral com intuito de prejudicar a candidatura da Coligação Blumenau é de Todos.

PREJUÍZOS
Além do direito de resposta, que caso a representação tenha sido protocolada hoje deve ter uma resposta da Justiça no máximo até sexta-feira, Lucínio Nones disse que vai entrar com uma ação de reparação de danos morais contra o jornal de Itajaí. Daí na Justiça Comum.

OS CANDIDATOS E OS EMPRESÁRIOS

REUNIÃO COM EMPRESÁRIOS
Amanhã as entidades patronais promovem a tal da reunião “plenária” com três dos cinco candidatos a prefeito de Blumenau, Décio Lima, Ivan Naatz e João Paulo Kleinübing, pela ordem definida em sorteio. Os empresários desistiram de fazer perguntas e apenas vão entregar um documento com as reivindicações das entidades. Uma delas é o compromisso com o Projeto Blumenau 2050, lançado na gestão de JPK.

PLANEJAMENTO
A proposta desagrada os petistas, que alegam que Décio Lima já havia criado uma proposta similar no final do seu segundo mandato, que foi o Blumenau do Futuro. Consideram que os empresários querem que candidatos se comprometam com um programa da atual administração. Ricardo Stodieck, presidente da Acib, discorda. “Não importa o nome, pode-se até mudá-lo. Queremos que o futuro prefeito assuma o compromisso com o planejamento da cidade para as próximas décadas.”

PARA GUARDAR E COBRAR
Já foi combinado com as assessorias dos candidatos que toda explanação deles será gravada em vídeo. O material ficará guardado para cobrar de quem for eleito os compromissos assumidos.

DENÚNCIA

DEU NO DIARINHO
Vou me incomodar, mas paciência. O jornal Diarinho, de Itajaí, publica hoje, com chamada de capa, reportagem de uma suposta relação entre Décio Lima e a empresa Agrengo, denunciada na Operação Influenza por envolvimento em sonegação fiscal e lavagem de dinheiro a partir do Porto de Itajaí. O jornal mostra fotos de Décio embarcando em um avião que, supostamente, seria de Chico Ramos, dono da Agrenco e conversas telefônicas entre os dois.

BOMBÁSTICO
O título da reportagem é: Investigações mostram que Décio pode ter sido ‘assessor de luxo’ da Agrenco. A fase do petista não é nada fácil.

HILÁRIAS

DESCONTRAINDO
Está circulando na Internet uns vídeos com candidatos folclóricos, de eleições passadas. Reproduzo, pois entre eles está o nosso Latinha, então candidato a vereador. Diga-se de passagem, é geral a revolta dos comunicadores e responsáveis pelos veículos de Blumenau com a obrigatoriedade de colocar José Ouriques nos programas.



video