segunda-feira, setembro 15, 2008

OS CANDIDATOS E OS EMPRESÁRIOS

REUNIÃO COM EMPRESÁRIOS
Amanhã as entidades patronais promovem a tal da reunião “plenária” com três dos cinco candidatos a prefeito de Blumenau, Décio Lima, Ivan Naatz e João Paulo Kleinübing, pela ordem definida em sorteio. Os empresários desistiram de fazer perguntas e apenas vão entregar um documento com as reivindicações das entidades. Uma delas é o compromisso com o Projeto Blumenau 2050, lançado na gestão de JPK.

PLANEJAMENTO
A proposta desagrada os petistas, que alegam que Décio Lima já havia criado uma proposta similar no final do seu segundo mandato, que foi o Blumenau do Futuro. Consideram que os empresários querem que candidatos se comprometam com um programa da atual administração. Ricardo Stodieck, presidente da Acib, discorda. “Não importa o nome, pode-se até mudá-lo. Queremos que o futuro prefeito assuma o compromisso com o planejamento da cidade para as próximas décadas.”

PARA GUARDAR E COBRAR
Já foi combinado com as assessorias dos candidatos que toda explanação deles será gravada em vídeo. O material ficará guardado para cobrar de quem for eleito os compromissos assumidos.

5 comentários:

eleitor disse...

Absurdo que os empresario que o prefeito eleito siga um plano do atual prefeito, pelo visto estão assinando embaixo da candidatura de JPK, então porque os empresario não dão logo o seu apoio ao JPK.
Estão com a medo que seu apoio estraga a reeleição do JPK.

Anônimo disse...

os ricos e poderosos apoiam jpk, ele perdoou Hanz Ditirguaid (presidente do conselho da acib) de pagar quase um milhao de impostos sonegados de Blumenau ...

Anônimo disse...

pelo que sei... esse Senhor, junto com o padrasto de JPK são os que mais sonegam!

OSNI disse...

PSOL - Partido Socialismo e Liberdade de Blumenau não vai se comprometer com o Patrão,

primeiro precisamos resolver aquestão da sonegação para depois se falar em díminuir impostos.

Ointeresse é em privatizar tudo?!

why so serious disse...

Osni, não vejo problemas em privatizar, vejo muitos problemas em sonegar e se for verdade o citado aqui, nesse "perdão" de dívida.

Acho que o correto é entrar com uma ação no ministério público contra o prefeito quando ficamos sabendo de notícias como essas