segunda-feira, setembro 15, 2008

DENÚNCIA

DEU NO DIARINHO
Vou me incomodar, mas paciência. O jornal Diarinho, de Itajaí, publica hoje, com chamada de capa, reportagem de uma suposta relação entre Décio Lima e a empresa Agrengo, denunciada na Operação Influenza por envolvimento em sonegação fiscal e lavagem de dinheiro a partir do Porto de Itajaí. O jornal mostra fotos de Décio embarcando em um avião que, supostamente, seria de Chico Ramos, dono da Agrenco e conversas telefônicas entre os dois.

BOMBÁSTICO
O título da reportagem é: Investigações mostram que Décio pode ter sido ‘assessor de luxo’ da Agrenco. A fase do petista não é nada fácil.

32 comentários:

Ortiz disse...

Credibilidade 0 para Diarinho.

http://omeninoquenaomachuca.wordpress.com/2008/07/14/diarinho-leviano-ou-incompetente/

Rafael disse...

Diarinho tem a mesma credibilidade da Brasmarket/RIC Record.

Porque ninguém repercurte a licitação do transporte coletivo, as denúncias da Dinorah Golçalves e etc?

http://impactosc.blogspot.com/2008/09/consrcio-siga-ainda-incomoda-o-prefeito.html

Cesar disse...

Por que voce não fala sobre isso tambem?


http://impactosc.blogspot.com/2008/09/consrcio-siga-ainda-incomoda-o-prefeito.html

Anônimo disse...

Gostas de procurar chifre em cabeça de cavalo.

Cesar disse...

é bem tipico do tipo de politica feita pelos DEMOCRATAS, levantando denuncias falsas, e me admira o Alexadre levar isso adiante.

Cesar disse...

Para voce Alexandre Gonçalves, segue a lista de todos os suspeitos da operação, por favor da proxima vez ao menos temnha o trabalho de ler.

A lista de presos da Operação Influenza da PF

Prisões preventivas:

- Francisco Ramos, empresário do setor de grãos (São Paulo)
-Antônio Iafelice, empresário do setor de grãos (São Paulo)
- Wilson Francisco Rebello, ex-superintendente do Porto de Itajaí (Itajaí)
- Joaquim Vanhoni, empresário dono Prolisit - Máquina (Itajaí)
- Antônio Augusto Pires Júnior, empresário (São Paulo)
- Miguel Murad Varella, delegado aposentado da Polícia Federal (Itajaí)

Prisões temporárias:

-Anderson Régis Falladino (São Francisco do Sul)
- Antônio Torrens (São Francisco do Sul)
- Fernando da Rocha Cortez (São Francisco do Sul)
- Alexandre Sil (Balneário Camboriú)
- Carlos Aberto Wanzuit (Gaspar)
- Carlos Vanhoni Neto (Balneário Camboriú)
- Daiane Bento (Balneário Camboriú)
- Jackon Corbari, delegado da Receita Federal em Itajaí (Itajaí)
- Nelson Arno Maul (Blumenau)
- Normélio Weber, secretário de comunicação de Itajaí (Itajaí)
- José Cláudio Grandi (Florianópolis)
- Ricardo Oscar Vitic (Itajaí)
- Roberto Luiz Marcon, diretor da Cidasc (Florianópolis)
- João Qimio Nojiri (São Paulo)
- Roberta Barros Becheli Rosales (São Paulo)
- Luis Carlos Mendes (Itajaí)
- Marcelo Moreira (Blumenau)

Cesar disse...

pergunto, onde aparece o nome do Decio Lima?

Cesar disse...

de politica suja ja estamos acostumados, agora infelizmente começamos a ter a imprensa marron em nossa cidade.

jc disse...

Petralhada se coçannnndoooo!

jc disse...

Petralhada se coçannndoo!

Anônimo disse...

tu deve ser irmão do Why so seirous!

joao disse...

Isso deve ser vingança da aparição do ex Tucano Vilson Souza dando apoio ao Decio.

Os DEMo cratas nao Dem exclupulos.
Pagam pesquisas e agora pagam manchetes. Qual vai ser a proxima ?

why so serious disse...

Militância do PT exagerando...

A notícia é nova, envolve política, deve ser colocada no blog.

Novamente, não tentem desqualificar a notícia por ser no diarinho. Procurem no google sobre a operação influenza que vocês irão ver que tem muita coisa podre no porto de itajaí.

O diarinho está trazendo algo novo, mostrando através de escutas telefônicas que o Décio Lima pode estar bastante envolvido nisso.

Porque vocês não mandam email para a redação do Diarinho reclamando?
Eles produziram a notícia, aqui foi somente reproduzida, já que interessa ao eleitorado.

Sempre que há alguma notícia criticando o PT, é sempre a mesma choradeira, porque vocês não entendem que o DEM, PSDB, PMDB ou PT é tudo na mesma, estão ali pra ganhar seu dinheiro? Ou então continuem sonhando que eles estão ali pra defender 'a classe trabalhadora'

O PT não era corrupto (ok, não era tão corrupto) até chegar no poder, chegou lá, a máxima "o poder corrompe" também atingiu o PT.

Cesar, essa lista é de quem já foi preso/indiciado, a acusação sobre Décio Lima é nova.

Acho que vocês poderiam tentar utilizar melhor o seu tempo, como descobrir coisas podres do JPK do que ficar apenas tentando desacreditar notícias. Sério, isso não adianta nada.

why so serious disse...

Mais detalhes sobre a reportagem, aqui:

http://impactosc.blogspot.com/2008/06/merda-em-itaja-operao-influenza-bota-na.html

why so serious disse...

http://deolhonacapital.blogspot.com/2008/09/dcio-chico-no-diarinho.html

O DIARINHO ouviu o deputado Décio Lima no início da noite de ontem. Ele se negou a responder às questões acerca da sua relação com o empresário Chico Ramos. “Vocês estão tentando pautar coisas negativas a meu respeito e não deveriam fazer isso. Vocês devem saber que sou um homem público, um deputado federal e que isso terá implicações na justiça“, declarou, antes de desligar o telefone.

http://www.pr24horas.com.br/noticias/desc_noticias.php?cod_noticia=46715

Agrenco doou mais de R$ 1,2 milhão nas eleições de 2004 e 2006
Apontada pela Polícia Federal (PF) como participante dos esquemas de lavagem de dinheiro investigados pela Operação Influenza, a empresa Agrenco doou mais de R$ 1,2 milhão para campanhas eleitorais de políticos catarinenses nas eleições de 2004 e 2006.

Foram 12 candidatos beneficiados por doações — todas declaradas na prestação de contas dos candidatos à Justiça Eleitoral.

Por meio de sua assessoria, a Agrenco afirmou que "apóia partidos comprometidos com o desenvolvimento sócio-regional". O maior beneficiado foi o prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni (PT). Em 2004, ele recebeu da Agrenco R$ 440 mil, R$ 46,14% dos recursos de sua campanha. Na eleição de 2006, o recordista foi o deputado federal Décio Lima (PT), que recebeu R$ 169.997,00 da empresa. Ex-prefeito de Blumenau, Lima foi superintendente do porto de Itajaí entre 2004 e 2006


É, se essa investigação andar, vai ficar complicado pro Décio.

joao disse...

Transparente é os gastos do JPK
niguem fora ele mesmo tem "Doado" será que existe caixa 2 para omitir o empresariado podre(quem sabe se enquadraria o consórcio siga aqui)?
Acho que os 10 mi estão nessa campanha..

Anônimo disse...

Hahahha... Cada vez pior...
Pior é esse povinho que se auto proclama politizado que não quer ver nada... Tudo e qualquer coisa falando contra o Décio Limpa, ops, Lima, é notícia comprada, pesquisa comprada, etc.
Devagar tudo vem a tona.
Nem lá na terra dele ele não perdoou.
Mais um pra se juntar a lista como a URB.

Anônimo disse...

Alexandre, já que gostas de "broncas", pede pelo teu BLOG o valor que cada Partido está gastando com os cartazes e adesivos. A preço de verdade não tem dinheiro que pague, nem com "meia nota". Faz isso e vais ver o que é "barulho". Do Décio e do João Paulo.
Te prepara para ser C R U C I F I C A D O...porque denunciado injustamente, já fostes, pelo "poder municipal" atual. Lembra ?

jefferson-l disse...

Todo mundo que tapar malandragem dizendo que os outros também fazem, então se outro rouba vc rouba também? tá na hora da gente dar basta nesses bandidos, chega de pilantragem, antes de ficar dizendo que o jpk tb tá no escuro, provem! .. porque o Décio so não vê quem é cego ...

jefferson-l disse...

Acompanhando...

Anônimo disse...

Infelizmente, somos todos vitimas da corrupção e da impunidade.
Até quando?
Mais cedo ou tarde iriam chegar a todos os envolvidos.
Onde há fumaça com certeza há fogo!

Sr. Consciência disse...

Boa tarde senhores!

Cada vez fica mais emocionante passar por aqui. Essas discussões são muito enriquecedoras para o processo democrático que a cidade está vivendo.

PS: Acho que o fim de semana de "folga" do nosso blogueiro foi para se recuperar do resultado da pesquisa... Mas depois dessa notícia do Diarinho, a semana do "chefe" não está sendo das melhores... UAHUAHAUHAU

Anônimo disse...

Fonte Policia Federal

São Paulo - A Operação Influenza, deflagrada pela Polícia Federal com a Receita Federal nesta sexta-feira em santa Catarina e São Paulo, envolveu a prisão de delegados da PF e Receita, empresários, funcionários da Prefeitura de Itajaí e até assessores de imprensa. Todos são suspeitos de participação em crimes financeiros.

Segundo a PF, a quadrilha é especializada em crimes de estelionato, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. Ao todo, foram cumpridos 54 mandados de busca e apreensão, dos quais 45 em Santa Catarina e nove em São Paulo, além de 24 mandados de prisão --252 policiais e 33 auditores participam da operação.

Segundo a Receita, a organização realizava operações cambiais ilegais, ocultava bens, rendas e movimentações financeiras com o emprego de laranjas, além de operações comerciais simuladas, com o uso de documentos falsos e fraudes a licitações. Entre as ações ilegais estava a de dólar-cabo --sem registro no Banco Central, através de depósito em conta brasileira de doleiros que possuem contas no exterior para transferência ao destino final do dinheiro. "A quadrilha corrompia servidores públicos de todas as esferas e níveis para alcançar seus objetivos, principalmente nos Portos de São Francisco do Sul e de Itajaí, mediante pagamento de propinas", informou a Receita.

A operação resultou na prisão de Jackson Corbari, delegado da Receita Federal em Itajaí, e de Miguel Murad Varella, delegado aposentado da Polícia Federal e gerente de Segurança Portuária de Itajaí. Outros dois funcionários da Prefeitura de Itajaí também estão detidos: Normélio Weber, secretário de comunicação de Itajaí e Anderson Saldanha, assessor de comunicação do Porto de Itajaí. Segundos a Prefeitura de Itajaí, os três foram exonerados na tarde desta sexta.

Segundo a PF, dois diretores da Agrenco (companhia de serviços que atua nos setores de agronegócio e biocombustível), estariam envolvidos em fraude e suspeitos de vazarem informações privilegiadas sobre a empresa para que terceiros se beneficiassem com compra e venda de ações na Bolsa.

As ações da Agrenco chegaram a cair 46% na Bovespa nesta sexta e as negociações foram suspensas as 14h35.

Também estão envolvidos funcionários de alto escalão da Cidasc (Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina). Eles são suspeitos de forncerem falsos documentos ou alterarem declações de estoques.

As atuações do grupo tinham ramificações em Itajaí, Balneário Camboriú, Blumenau, São Francisco do Sul, Florianópolis, e ainda nos Estados do Paraná, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia, bem como na Argentina, Holanda, Reino Unido, Malta, Itália, Noruega, Bermudas, França e Cingapura, entre outros.

A organização mantinha equipes de profissionais e empresas em atividade para dar aparência regular a suas rotinas criminosas, além de investir recursos dos investigados em negócios irregulares.

Veja a relação dos presos pela Polícia Federal:

Prisões preventivas: Francisco Ramos, diretor da Agrenco (São Paulo) Antônio Iafelice, diretor da Agrenco (São Paulo) Wilson Francisco Rebello, ex-superintendente do Porto de Itajaí (Itajaí) Joaquim Vanhoni, empresário (Itajaí) Antônio Augusto Pires Júnior, empresário (São Paulo) Miguel Murad Varella, delegado aposentado da Polícia Federal e gerente de Segurança Portuária (Itajaí)

Prisões temporárias: Jackson Corbari, delegado da Receita Federal em Itajaí (Itajaí) Normélio Weber, secretário de comunicação de Itajaí (Itajaí) Anderson Saldanha, assessor de comunicação do Porto de Itajaí (Itajaí) Roberto Luiz Marcon, diretor de Comercialização e Negócios da Cidasc (Florianópolis) Antônio Torrens - funcionário da Cidasc (São Francisco do Sul) José Cláudio Grande - funcionário da Cidasc (Florianópolis) Alexandre Sil (Balneário Camboriú) Anderson Régis Falladino (São Francisco do Sul) Carlos Aberto Wanzuit (Gaspar) Carlos Vanhoni Neto (Balneário Camboriú) Daiane Bento (Balneário Camboriú) Fernando da Rocha Cortez (São Francisco do Sul) João Qimio Nojiri (São Paulo) Luis Carlos Mendes (Itajaí) Marcelo Moreira (Blumenau) Nelson Arno Maul (Blumenau) Ricardo Oscar Vitic (Itajaí) Roberta Barros Becheli Rosales (São Paulo)

todos, digo todos os suspeitos foram presos...

Anônimo disse...

Costumo ler peoridicamente os comentarios em todas as colunas do blog do Alexandre Gonçalves, e infelizmente pelo que se pode ver outras denuncias deixam de ser exibidas, como por exemplo os treis funcionarios fantasmas da Prefeitura de Blumenau, a fraude na obra da Vila Germanica (superfaturamento), a licitação das empresas de onibus, o caso do Beltrame "Tubarão" de assedio sexual, e os concursos de cartas marcadas, onde os apoiadores do Prefeito recebem os gabaritos, bom era isso que eu gostaria de colocar...discutam.

Anônimo disse...

GRANCO DO BRASIL S/A-70.000,00
AGRENCO DO BRASIL S/A-50.000,00
AGRENCO DO BRASIL S/A-49.997,00
São esses os valores CONHECIDOS que o nosso estimado Décio Lima ganhou generosamente para sua campanha...
E Olha que essa notícia tem como fonte o TRE. Quero ver falar que compraram o TRE também.
http://congressoemfoco.ig.com.br/Noticia.aspx?id=12138

Rafael disse...

Eu só fico pensando porque assuntos como Dinorah Gonçalves, João Beltrame e a diretora da pasta dele, assuntos relativos a construção da Vila Germânica feita com dispensa de licitação e valores confusos, Luiz Ayr e Samae, Comissionados Fantasmas, Licitação do SIGA, entre outros, não recebem o devido acompanhamento/cobrança por parte da imprensa.
Uma coisa eu admito, as forças ocultas do JPK trabalham muito bem nessas operações de "abafa". É impressionante como nada é investigado. E não por falta de suspeitas/motivos. Será que na reta final algo disso tudo ressurgirá?

Rafael disse...

Luiz Ayr é condenado em 1ª instância por crime contra a ordem tributária
Matéria publicada na edição 66, no dia 12-05-2007


O presidente do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae), Luiz Ayr Ferreira da Silva (PP), foi condenado em primeira instância pela Justiça no processo que respondia por Crime contra a Ordem Tributária, supostamente cometido em 1999, quando exercia a função de fiscal da Fazenda Estadual – da qual hoje está aposentado.

A pena, deferida pelo juiz Osmar Tomazoni, é de um ano e quatro meses de reclusão, em regime aberto, e pagamento de multa. Cabe recurso a instâncias superiores.

A denúncia foi apresentada pelo Ministério Público do Estado, que acusou Ferreira da Silva de tentar impedir uma fiscalização na empresa Nilcatex Indústria Têxtil Ltda., no intuito de “patrocinar interesse privado perante a administração fazendária”, de acordo com o processo.

Na época, ele ocupava o cargo de gerente regional da Fazenda do Estado. O progressista diz que ainda não foi citado, mas adianta que vai recorrer da decisão. Ele nega as acusações.

----------------------------------

Até hoje continua presidente do Samae.

Anônimo disse...

JPK e Décio Lima são iguais, não há dierença entre eles. Um se utiliza da maçonaria e de empresários que se beneficiam do poder outro esta envolvido até o pescoço em atos de corrupção (como todo PT) Blumenau não merece esta gente !!!!! fora JPK; fora Décio

Anônimo disse...

Pessoal! Tenho certeza que quem tem um pouquinho mais de conhecimento da política, sabe diferenciar a militância do PT da esquerdalha! Olhando todos estes comentários do Blog, tenho certeza que poucos são do pessoal que milita no PT!De resto, ou são dos Demos Ou são nossos, ( do PSOL) tem até mesmo de quem seja do Ivan Naatz

Anônimo disse...

ops " esquedalha" como nos chamam

why so serious disse...

Eu não entendo porquê vocês ainda se proclamam "militância do PT"

PT não está diferente do DEM, PSDB, PMDB. Chegou no poder e se corrompeu, não sei porquê vocês fazem alguma coisa por quem está preocupado em encher o próprio bolso de muito dinheiro

Comandante disse...

Caro "ORTIZ, RAFAEL, CESAR" o Décio começou a inclusão digital por ele mesmo! Aceitando o "note" do Chico Ramos!!!

Vão dizer que é mentira? Que JPK comprou a PF? Ou que a matéria que saiu no SANTA de hj não tem credibilidade como a que saiu ontem no DIARINHO?

Petralhas NUNCA MAIS!!!