terça-feira, julho 08, 2008

OPERAÇÃO SATIAGRAHA

PARABÉNS
Está certo que a Justiça deve conceder habeas corpus logo logo, mas novamente a Polícia Federal mostra competência e independência ao prender gente graúda metida no que se convencionou chamar de crime do colarinho branco. Entre os presos, o ex-prefeito de São Paulo, Celso Pitta, o doleiro e mega-investidor Naji Nahas e o banqueiro e ex-dono da Brasil Telecom, Daniel Dantas. Eles são acusados de desvio de dinheiro público e lavagem de dinheiro.

INDEPENDÊNCIA
A Polícia Federal prendeu como nunca nas duas gestões de Lula, mostrando autonomia. Esta operação, por exemplo, nasceu de investigações em cima do caso mensalão, que fisgou gente importante do PT. Se a maioria dos detidos não fica presa, o problema está no Judiciário.

REVISÃO
Já manifestei uma vez, volto a falar. Os políticos, sejam do Executivo ou do Legislativo, são constantemente alvo de denúncias e têm suas vidas esmiuçadas, com razão. Quem exerce uma função pública precisa prestar contas ao “público”. Mas por que isso não ocorre também com os juízes e desembargadores? Muitas das coisas neste nosso país não vão para frente por que o Poder Judiciário é falho e as leis permitem que advogados bem remunerados encontrem brechas para fazer escapar os seus clientes.



3 comentários:

Anônimo disse...

A Polícia Federal e "outras coisas" só acontecem com os defenestrados, inimigos e ou que sejam de interesse da "comunidade" governante. Alexandre, ainda acreditas em Papai Noel, cegonha e coelhinho da Páscoa ?
Os que tem alguma coisa e ou culpa, ficam quietinhos e reassumem cargos e postos, em outros lugares.

Anônimo disse...

Vai dar em nada! É só carnaval.

MineiroBNUSC disse...

O ministro Gilmar Mendes, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), já se condoeu dos ilustres presos; dos Zé Manés da vida ele nunca tomou as dores. O que esperar? Liberdade para todos e com o tempo todo mundo esquece, inclusive a imprensa.