segunda-feira, setembro 29, 2008

DEBATE NA RIC RECORD

BASTIDORES
Apesar de sentarem lado a lado, como mostram as fotos do amigo Caio Santos, João Paulo Kleinübing e Décio Lima praticamente não se olharam e muito menos conversaram. Houve apenas cumprimentos formais e frios. Quem tentava puxar assunto sempre que podia era Ivan Naatz.















CHAPÉU
Foram três os pedidos de direitos de respostas, todos feitos pela Coligação Blumenau de Todos. Todos negados, pois houve um entendimento por parte do mediador (no caso eu) e da coordenação do debate que não houve ofensa pessoal. Paulo Costa chegou a pedir direito de resposta para uma afirmação feita por Dari Diehl, de forma genérica, que haviam candidatos que podiam disputar eleição mesmo com ficha suja.

















ORDEM DE CADA UM
Décio Lima reclamou que a ordem do sorteio de quem falava não era democrática. Não se deu conta que para cada situação um candidato falava na frente, obedecendo à seqüência do sorteio inicial. Proposta de José Garcia, quando da reunião com os assessores no dia 12 de agosto, quando as regras foram estabelecidas.

DEVER DE CASA
José Ouriques veio com as perguntas preparadas em um amontoado de papel amassado. Quem viu disse que elas estavam muito bem escritas, com uma letra feminina e estilo jornalístico. Ele se superou quando falou de um suposto estudo científico que teria sido feito há 15 anos, em um vulcão, onde teria sido possível ouvir barulho do inferno. Usou a metáfora para falar da saúde em Blumenau.

ALIÁS,
Era preciso ver a cara de Ivan Naatz quando Latinha falava. Era hilária. Segue uma foto feita pelo Caio Santos, que dá uma idéia do que falo.

















PAU PARA TODA OBRA
A cada intervalo comercial os assessores cochichavam com os candidatos. Desde dicas do que falar, sobre a postura corporal e até mesmo para arrumar a roupa.


































REFLEXÃO
O candidato da Coligação Salve Blumenau reclamou do pouco tempo para réplicas e tréplicas (30 segundos) e é importante pensarmos para debates futuros. O que está posto é que a grande maioria dos debates acaba ficando engessada por uma série de regras. Em televisão é pior ainda, pois é preciso cumprir os horários da grade nacional. O que acontece? Candidatos que evitam o confronto direto (pois quem responde tem o dobro do tempo), que não respondem as perguntas ou respostas que ficam pela metade. E um programa que acaba sendo morno, quando tem tudo para pegar fogo.

IDÉIA
As regras do debate da Ric permitiam o confronto direto, mas não foi isto que se viu, pois ninguém queria levantar a bola para que o adversário falasse um minuto mais que quem perguntava. Fiquei pensado que uma solução pode ser aumentar o tempo da réplica, que poderia passar para um minuto com a tréplica ficando em 30 segundos.

CRÉDITOS
Todas as fotos postadas aqui são de Caio Santos.

12 comentários:

Anônimo disse...

As fotos tão boas!
Já estes candidatos...
Ta na hora de começarmos a pensar em alguem realmente blumenauense e que conheça a fundo o que Blumenau precisa.

Anônimo disse...

Esse latinha é uma comédia..

Quanto ao DNL e o JPK..
vamos mudar um pouco neh?

O Naatz mandou bem,conquistou meu voto..e é um polico sem vicios sem sujeira..
Voto 43 sim!!!

LEO VITOR disse...

Como sugestão o mediador poderia pedir ao candidato que não responde o que lhe foi perguntado (como o João Paulo fez o tempo todo)que respondesse a pergunta e não divagasse.

Anônimo disse...

Alguem conhece a namorada do Nelson Santiago?

Anônimo disse...

Falar das preferências sexuais do Nelson Santiago não enriquece a campanha.

Anônimo disse...

percebi no debate, uma armação de Ouriques, patrocinada por Décio Lima evidentemente, para atacar JPK. Debate, infelizmente, não acrescenta nada, pois o que vi, foi auto elogios e o Décio Limpa o cofre tentando mostrar que saúde em seu tempo(sic) era melhor. O Pt escolheu mal e paga o preço. Quanto ao Ivan deveria ser mais bem preparado e não titubeante nas respostas. Lamentavelmente teremos que votar no menos ruim.

Maurício disse...

Acompanhei o debate neste domingo pela RIC/Record, muito bem conduzido pelo mediador Alexandre Gonçalves. Tirando todas as propostas, manifestações, ataques, ponderações, a atuação do 'LATINHA", que mais parecia um pastor arrebanhando as suas pobres ovelhas foi a tônica do programa como sempre acontece em todas essas eventualidades.

Anônimo disse...

gostaria que o cidadão acima apontasse quando o Ivan Naatz foi "titubeante nas respostas". Eu não vi isso, muito pelo contrario, achei que ele foi o melhor de todos. Foi o único que falou algumas verdades, no primeiro turno, meu voto é dele. Até porque foi o único blumenauense nato que teve coragem de enfrentar dois gigantes da política catarinense.

Anônimo disse...

NAO DECIDI MEU VOTO. VI O DEBATE . QUEM CONHECE O NAATZ SABE QUE ELE TEM MUITO PRA DIZER (LEMBRA 2004) MAS ESTA ENTRE A CRUZ E A ESPADA. SE CRITICA É APEDREJADO, SE ELOGIA É VENDIDO. EU SEI QUAL É A DELE, ELE TENTA DESMORALIZAR O DÉCIO E SE CONSOLIDAR COMO UM FUTURO LÍDER DA ESQUERDA, NAO DUVIDO QUE ESTEJA CERTO. ELE SABE QUE A ELEIÇAO ESTA DECIDIDA EM FAVOR DE JP ENTAO NAO VAI QUEIMAR O FILME QUE ESPERA VER REVELADO NO FUTURO. POR FIM, ELE TÁ CERTO QUANDO DIZ QUE OS DOIS JÁ TIVERAM SUAS CHANCES. AINDA POSSO VOTAR NELE NO PRIMEIRO TURNO, INDEPENDENTE DO RESULTADO DAS PESQUISAS.

Gionara Rebello disse...

essa ideia que o Décio patrocinou o Ouriques é realmente ridicula e ignorante, não vamos ignorar os fatos, pois o Ouriques só está reconhecendo e espondo o que ele acha que é a verdade que realmente a saude não estava lamentavel como está hoje, e isso não foi para atacar o joão paulo, pois ele também sabe muito bem o caus que isso está, eu não voto tenho apenas 13 anos, mas ja tenho uma ideia formada em minha cabeça. E eu realmente acho que o Décio Lima sera o melhor prefeito para Blumenau, e tenho dito.

Anônimo disse...

*caos

diarinho 2 disse...

Deputados e genro de Lula ganham agrados

Natal é época de confraternização. Agradecer aos amigos e às pessoas que passaram mais um ano ao nosso lado. Com Chico Ramos e seus amigos não foi diferente.

O empresário demonstrou, no Natal do ano passado, que tem um coração generoso e presenteou os seus chegados.

Sobrou presente para os deputados Carlito Mers e DÉCIO LIMA (ambos do PT) e até para o genro do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Marcelo Sato.

De acordo com as transcrições da PF, Carlito Mers não conseguiu falar com Chico Ramos por celular, mas não deixou de agradecer o presente.

Ligou para o número do empresário e deixou um recado na secretária eletrônica. "Chico Ramos, deputado Carlito Mers, obrigado pelo presente de Natal.

Um grande abraço, estamos à disposição. Desde o dia 21 no Balneário, qualquer coisa me liga. Um abraço, tchau".

No dia 29 de dezembro, Sato liga pra Chico Ramos para tentar arrumar um carro emprestado para a assessora do deputado DÉCIO LIMA, Cláudia Dutra, e fica sabendo que o seu presente chegou. Sato ganhou um I-phone do ‘papai-noel’ Chico Ramos.

Na mesma ligação, interceptada pela PF e que faz parte da leva de grampos autorizados pela justiça federal, Chico Ramos questiona Sato sobre sua viagem ao Rio de Janeiro.

O genro de Lula e assessor da deputada Ana Paula Lima informa que eles irão pra Cidade Maravilhosa no dia dois de janeiro e que no dia três terão uma audiência. Chico quer saber com quem.

"Nós vamos falar com o Vitor Martins, mas primeiro eles vão ter a reunião extraordinária. Quando tu vem pra Floripa, para nós conversarmos pessoalmente sobre isso aí?" questiona Sato.

No mesmo dia, Chico consegue o carro do sobrinho para emprestar para Cláudia. Ela e Sato vão até uma casa alugada por Chico Ramos em Jurerê.

DÉCIO LIMA não fica fora da lista de presentes. Chico Ramos comprou um notebook para Décio entregar pra sua mulher, a deputada estadual Ana Paula Lima (PT).

No dia primeiro de fevereiro, DÉCIO vai pessoalmente buscar o equipamento no apartamento do empresário, no edifício Butterfly, na rua 2008, em Balneário.

As FOTOS que constam no processo mostram que Décio Lima chega de mãos abanando no apê de Chico e retorna carregando o notebook.

Na interceptação telefônica, Chico dá instruções de como DÉCIO LIMA. deve proceder para ter um maior rendimento do computador.

HOJE NO DIARINHO
www.diarinho.com.br