quinta-feira, setembro 11, 2008

PESQUISAS ELEITORAIS

POIS É
Pesquisas eleitorais exigem uma metodologia científica. É matemática pura, mas revestida da paixão política e nervos a flor da pele. Muitos dizem que não acreditam nelas, outros as relativizam. Mas é certo que quando os resultados são apresentados, as pessoas pulam. De alegria ou de indignação. É o caso dessa, feita pelo Instituto Brasmarket e divulgada pela Ric Record. A repercussão foi grande na cidade e no blog, basta ver o recorde de comentários e acessos ( foram 570 acessos nas últimas 21 horas e 33 comentários).

DISPARIDADE
Uma coisa é fato. Ou os dados do Instituto Brasmarket ou os do Instituto Mapa estão errados, apesar das tendências apresentadas convergirem. Elas foram feitas nos mesmos dias (3 e 4 de setembro) e têm a mesma margem de erro (3,5% para mais ou para menos), portanto não poderiam dar resultados tão diferentes.

DIFERENÇA GRANDE
Na do Mapa, publicada no Jornal de Santa Catarina no último final de semana, JPK tem 40,7 % na pesquisa estimulada. A do Brasmarket apresenta para JPK um índice de 53%, uma diferença de mais de 12 pontos percentuais. Mais de vinte mil votos de diferença entre um e outro levantamento. Muito. Assim como estes, outros levantamentos mostraram disparidades entre os institutos.

RESPONSABILIDADE
Como não questionei os números do Instituto Mapa, farei o mesmo com os apontados pela Brasmarket. Agora um dos dois terá que prestar contas para a sociedade blumenauense no futuro . Com respingos para os veículos de comunicação que as divulgaram.

12 comentários:

Anônimo disse...

Você tem toda razão, Alexandre.

Eu pessoalmente acredito muito em pesquisas eleitorais.

Mas algo não está correto, ou na pesquisa Mapa, ou na pesquisa Brasmarket.

Sem dúvida, respingará ou no Grupo RBS, ou na RIC.

Rafael Mueller disse...

O problema é que não é mais possível saber qual das duas esstava errada. Outro problema é respingar algo em alguém, injustamente.

Como já foi comentado, 5% das pesquisas estão erradas, isso sendo fato, não deve-se condenar ninguém.

Além disso, a pesquisa foi feita entre os dias 4 e 5 setembro, se a eleição terminar com JPK com 53% não significa que a Brasmarket estava certo, o mesmo é valido pro instituto Mapa.

Paulo disse...

Os resultados das pesquisas Mapa e Brasmarket em Florianópolis e Joinville tiveram diferença sim, porém dentro da margem de erro, ao contrário da aferição em Blumenau

Anônimo disse...

O Senhor deu voltas, deu voltas, mas não falou nada. Afinal, em qual das duas o Senhor confia e acredita?

ARTILHEIRO disse...

Vai respingar para um dos institutos de pesquisas; só as urnas dirão quem está certo e até lá, muita água vai fluir por baixo da ponte.

Anônimo disse...

Será que terá uma outra pesquisa?

Anônimo disse...

Prá não ser malvado, digamos que, da próxima vez os institutos levarão mais a sério o levantamento.

(Ou combinarão o resultado antes, rs...)

Anônimo disse...

Vejam a credibilidade deste Instituto Brasmarket, sobre pesquisa na Paraná.

http://www.parana-online.com.br/editoria/politica/news/13593/

GIOVANI VITÓRIA disse...

OS QUE ESTÃO ATRÁS NA PESQUISA DESENTERRARAM UM EPISÓDIO DE 2002 PARA TENTAR MOSTRAR QUE A BRASMARKET NÃO TEM CREDIBILIDADE? O QUE É ISSO? CONFORMEM-SE...

jefferson-l disse...

Se o Décio tivesse na frente, diriam que a midia tá do lado dele, se a pesquisa tivesse a favor do pt, diriam que teria marmelada do outro lado, pela mor de DEUS, Alexandre, acho que os comentários aqui deveriam começar a ser logados, para vermos se os respectivos não são petistas mal humorados .. hehe!

jefferson-l disse...

...

eleitor disse...

Quanto a confiabilidade das pesquisas não é a questão. A questão é ? O estrago eleitoral que pode acontecer induzindo o eleitor votar com os resultados das pesquisas. A Brasmarket ou Mapa
estão jogando sujo, não pode dar um disparate des em um resultado de pesquisa feita nos mesmos dias...