quarta-feira, novembro 26, 2008

FORA DO AR

EXPLICANDO 1
Caros leitores, a tragédia que assola Santa Catarina e em especial Blumenau comprometeu o trabalho do blog. Desde a última postagem, no começo da tarde de domingo, fiquei fora do ar. Primeiro por problemas absolutamente técnicos. Minha casa, na Velha, ficou sem energia desde a noite de sábado até o final da tarde de segunda-feira. Na televisão fomos obrigados a desmontar a estrutura da emissora no domingo à tarde, pois a água ameaçava entrar no prédio e ficamos praticamente incomunicáveis até a noite de segunda e ainda estamos trabalhando para restabelecer a operação, o que deve acontecer efetivamente amanhã.

EXPLICANDO 2
Como escrevi, desde a noite de segunda eu teria condições de voltar a postar, mas não o fiz por absoluta falta de tempo. Assim como milhares de blumenauenses, estou em uma operação de guerra, tanto do ponto de vista profissional quanto pessoal. O prédio onde moro ( nos fundos do Vasto Verde) foi invadido pela água e teve sua estrutura comprometida e caso continuasse a intensidade da chuva teríamos que deixar o nosso apartamento, como fizeram quase todos os vizinhos. Essa foi uma preocupação.

EXPLICANDO 3
Outra preocupação foi restabelecer o funcionamento da tv, reorganizar a equipe e planejar a cobertura, uma coisa praticamente impossível pois as notícias acontecem a cada segundo e estão por toda a cidade. É uma média de 14, 15 horas diárias, o que impede que eu consiga fazer uma atualização mínima no blog. Eu peço a compreensão dos leitores. Gostaria de poder contribuir neste espaço, mas tive que optar por outras prioridades. Assim que eu conseguir recuperar o fôlego estarei de volta e espero que isso aconteça o quanto antes.

PARA FINALIZAR
É uma tragédia sem precedentes e mesmo profissionais bastante experientes, como o pessoal do exército, estão impressionados. A quantidade de mortos é bem superior aos dados oficiais divulgados até agora e a cidade vai precisar de muita força e tempo para se reerguer.

PARA FINALIZAR 2
Não posso deixar de registrar o trabalho da TV Galega, em primeiro lugar, e em seguida da rede da solidariedade, com a incorporação da TV Legislativa, FURB TV e FURB FM. Fizeram um trabalho digno de reconhecimento por parte dessa cidade. Parabéns a todos que se envolveram nessa operação, mas a uma pessoa em particular. Miriam Mesquista, que comandou os primeiros momentos da transmissão. Fiquei orgulhoso de ter trabalho junto com ela.

11 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns Alexandre! Meus sentimentos por suas agruras pessoais e profissionais! Conte conosco. Somos teus leitores assíduos e mereces a compreensão e a parceria. Conta comigo! Conta conosco!

paladino disse...

Aproveito este espaço para mostrar minha indignação em relação ao velho problema que ocorre na ETA 2 quando o rio alcança determinada metragem.
Mesmo se não ocorresse o rompimento da tubulação do sistema de captação, esteja certo, o fornecimento seria interrompido do mesmo jeito.
Como sabemos, ETA 2 é a principal estação de tratamento de água e o corte no abastecimento é "normal" quando ocorrem cheias maiores.
Houve tempo suficiente para a administração e engenharia resolver este velho problema.
Entretanto, para gastar com caminhonetas chiques para levar os dondocos pra lá e pra cá, nunca faltou interesse, nem dinheiro.

regina disse...

queria saber qual e a previsão de agua no salto do norte.

Anônimo disse...

queria saber se o cemiterio da rua bahia tb desmoronou

Anônimo disse...

Alexandre, antes de qualquer coisa me solidarizo com todos os filhos de Blumenau, "legítimos ou adotivos", que nesse momento lutam e buscam forças para reagir a essa catástofre que assola o Vale do Itajaí e, em especial, a cidade. Eu que tive a oportunidade de morar em Blumenau em três oportunidades da minha vida, também sinto os impactos dessa tragédia e compartilho da dor que os amigos estão sentindo nesse momento. Na empresa em que trabalho aqui em Curitiba, mobilizamos todos os 1400 colaboradores e os principais fornecedores para arrecadar doações. Na próxima semana os donativos deverão ser entregues em Blumenau e Itajaí. É o mínimo que podemos fazer nesse momento.
E pra finalizar, parabéns pela cobertura do blog, um espaço democrático e que presta um ótimo serviço para a comunidade. Também destaco o louvável trabalho realizado pelas emissoras que vc citou que realizaram o "pool" nesse momento em que o povo também clama por informação. Essa é a essência do jornalimo.
Conte sempre conosco amigo.

Forte abraço

Sandro Rego

Sérgio Luiz Ludescher disse...

Alexandre, parabéns, amigo. Muita coragem a todos os companheiros da RIC, GALEGA, FURB, NEREU, TVL e RBS.
A gente fica com nó na garganta de ver tanta desgraça acontecendo e o papel do jornalista neste momento é duro também, pois tem que lidar com as emoções próprias e do povo.
Então, qualquer tentativa de ajudar é valida neste momento. Frustrações invadem nossos corações e mentes, mas acreditamos na força desta gente catarinense! Vamos reerguer!

ARTILHEIRO disse...

Prezado Alexandre! Vai firme. Enquanto você, eu e tantos outros sofremos na pele parte desta tragédia, alguns se divertem passeando de carro e fotografando a tragédia para depois divulga-las pela internet. Não critico os que são solidários e divulgam o desastre para sensibilizar as pessoas, mas os que só se preocupam com isso.

Laíse disse...

Que Deus nos proteja!!!!!!

Anônimo disse...

Alexandre não poderia deixar de parabenizar a sua citação referente o trabalho realizado pela TV Galega, realmente foi a melhor cobertura nesses dias de calamidade pública, muitos foram os apresentadores que surprenderam a minha família e eu, um deles é o Jovem Arão, o garoto que apresenta um programa semanal na emissora, surpreendeu pela sua postura, digna de um jornalista, não pdoemos de registrar o trabalho da Silvia, que através de sua equipe realizou um belissimo trabalho e a Miriam como você citou que também trabalhou de maneira tão bonita.
Parabéns a imprensa blumenauense!

Anônimo disse...

Lembrando que o trabalho não foi só da TV Galega.

quem iniciou os trabalhos foi o proprio reitor da furb.... de madrugada, a unica radio que pegava no celular era a da furb!

Anônimo disse...

Parabens, Alexandre por seu trabalho na cobertura da enchente.
Ainda bem que existem jornalistas capazes de prestar informação de interesse público, e deixar o espetáculo, como faz a mídia convencional, de lado.