quinta-feira, novembro 06, 2008

TRANSPORTE COLETIVO

ESPERANÇA
O Seterb convocou para amanhã às 14 horas uma reunião do Conselho Municipal do Transporte. Segundo o presidente da autarquia Rudolf Clebsch, o objetivo é envolver os representantes do conselho na discussão sobre uma possível paralisação dos motoristas e cobradores de ônibus, decidida ontem e prevista para acontecer a partir de segunda-feira. Rudolf tem esperança que empresários e trabalhadores voltem a conversar entre hoje e amanhã para que se evite a paralisação.

MANTENDO POSIÇÃO
Falei com Léo Bittencourt, advogado do sindicato dos trabalhadores, que disse que estão preparando o comunicado oficial às empresas e ao Seterb, comunicando oficialmente a possibilidade de paralisação. Sobre a reunião do Conselho de Transportes, o advogado disse que o sindicato também participa, mas faz uma ressalva: "o órgão é para inglês ver".

3 comentários:

rose disse...

gostaria de colocar meu apoio aos motoristas e cobradores sou usuaria do transporte coletivo e sei a responsabilidade que os motorista tem ao transportar dezenas de vidas todos os dias e os cobradores que ficam ouvindo desaforos por causa dos ônibus lotados
como se a culpa fosse deles

Anônimo disse...

ROSE, acompanho a sua posição e mesmo sabendo que ficarei a pé se os motoristas e cobradores pararem, mesmo assim apoio totalmente.
Não estão reivindicando apenas aumento de salário como a imprensa através de suas bocas alugadas tenta passar e nem tem a intenção de prejudicar os usuários do transporte. Reivindicam melhores condições de trabalho e mais segurança nos ônibus e isso nós como usúarios temos que apoiar e exigir também das permissionarias. Falta segurança e conforto tanto para motoristas e cobradores, como para os usuários que são obrigados a andar feito sardinha enlatada, suando nesse calor infernal, mas pagamos muito bem pela passagem.
Apoio total. Os que dizem que quem luta pelos seus direitos são vagabundos não deve ser usuário e portanto vagabundo são estes que só sabem sugar o sangue de quem trabalha.

Maurício disse...

Sou usuário do transporte coletivo e apóio a paralisação por parte dos motoristas e cobradores. Infelizmente a medida vai penalizar a população blumenauense; entretanto, as permissionárias, os empresários que comandam, subestimam às reivindicações salariais e de segurança de seus colaboradores. Esses mesmos patrões, sentados tranqüilos em suas confortáveis salas não se sujeitam a andar de ônibus, sentir na pele o desconforto que nós, usuários, vivenciamos no dia-a-dia: o excesso de passageiros, desconforto, ausência de novas opções de linhas e horários e outros fatores aliados ao nosso conturbado trânsito. Faltam também outras alternativas, a exemplo das médias e grandes cidades onde é utilizado um transporte mais rápido e eficiente, como vans ou microônibus, similar aos chamados vermelhinhos, que constantemente estão circulando nas paradas para, enfim, reduzir o excesso de passageiros que se aglomeram nesses locais. Essa alternativa deveria ser aplicada em Blumenau, porém, parece que temos que nos submeter aos caprichos das permissionárias que insistem em não aumentar a frota de veículos e principalmente com ventilação adequada para que, no verão, não nos sintamos estar num clima senegalês ou no Deserto do Saara. Por isso, a despeito de todos os problemas que ocorram, sou a favor da paralisação.