sexta-feira, janeiro 16, 2009

ESPORTIVA

RIC RECORD TRANSMITE
Em uma decisão quase aos 48 minutos do segundo tempo, a juíza Denise Volpatto, da 2ª Vara Cível de Florianópolis, concedeu liminar à Ric Record, concedendo a ela o direito de transmissão exclusiva do campeonato catarinense de futebol, que começa neste final de semana. O descumprimento da decisão implica pagamento de multa diária de R$100 mil.

DINHEIRO FÁCIL
É mais um round, talvez o mais importante, na briga para ver qual emissora iria transmitir o campeonato. A Associação de Clubes e a Federação Catarinense tinham contrato com a Ric Record até o final de 2009 e cancelaram unilateralmente, para entregá-lo a uma proposta financeira maior por parte da RBS TV. Alegaram problemas operacionais e jurídicos por parte da Ric, mas na verdade se venderam por um punhado maior de dinheiro, rasgando o que havia sido acertado.

BAIXO NÍVEL
No final deste campeonato, Federação e clubes têm todo o direito de negociar com quem bem interessar. Mas é preciso respeitar o que foi firmado. Talvez por esta falta de palavra de nossos dirigentes, leia-se principalmente o vitalício presidente Delfim Pádua Peixoto, que o futebol catarinense não decole.

8 comentários:

Nelson Aguiar disse...

Desculpa Alexandre, mas creio que desta vez você pegou pesado.
Tudo bem que pode ter acontecido quebra de contrato e que a RBS fez uma proposta melhor, mas eu, como torcedor passo o maior trabalho pra poder assistir aos jogos do meu time pela RIC.
Sou torcedor do Metropolitano e como não consigo ir aos estádios tento assistir pela TV, porém só tento pois a RIC só transmitiu jogos do Figueira, Avaí e Criciuma.
O futebol catarina não decola por falta de visibilidade, é preciso ter bons locutores e comentáristas. Não que o Livramento e o Roberto Alves sejam bons, mas os da RIC são de chorar.
parabéns pelo trabalho.

Sebastião disse...

mas a nível nacional é a mesma coisa:

A GLobo só transmite jogo do São Paulo, Flamengo e Corinthians...

é normal, a TV transmite o que dá mais Ibope.

E infelizmente acabam pegando a tal da exclusividade e não deixam os outros canais passarem nem os jogos de clubes pequenos ...

esse brasil é FODA

Giovanni Ramos disse...

Fiz um comentário a respeito no www.controversas.com

jesus disse...

Concordo contigo, Alexandre. Se venderam por 30 moedas de prata.

Anônimo disse...

Quer dizer que vamos assistir, quando possível, com sotaque e sem semblante, ou com semblante e sem sotaque. Para Alexandre. Equipa a tua TV, sem fazer contratação de terceiros para ir ao ar e ai então podes meter bronca. por enquanto, temos de aguardar, liminares, mandatos, recursos e mais e mais baboseiras. Mas o conselho permanece Alexandre. Faz tua empresa se transformar em empresa e não em arremedo.

Anônimo disse...

Incomoda, sei que incomoda aqueles apaixonados pelo Grupo RBS, que costuma inferiorizar as concorrentes com polpudas ofertas para quebrar contrato já firmado há muito tempo, no caso o do Campeonato Catarinense de Futebol, cujo o presidente, Delfim de Pádua Peixoto causaria inveja a Judas que traiu por míseras 30 moedas.No caso da RBS, a proposta, para ele, talvez fosse muita tentadora.

Anônimo disse...

Adorei a decisão da juíza. Que gafe para a RBS.

Anônimo disse...

acho que a RBS transmite! Não é torcida é opinião.