quinta-feira, janeiro 22, 2009

GERAL

UFA!
Nessa quinta-feira tirei um peso das costas por conta de uma situação que me deixava em uma saia justa por não ter como responder a seguinte pergunta: qual a situação das casas da campanha organizada pelo Instituto Ressoar? Depois de cerca de 40 dias de indefinição sobre a destinação dos recursos arrecadados durante a campanha do braço social da Rede Record, os quase R$ 10 milhões foram repassados ao Governo do Estado na tarde de hoje, em uma cerimônia concorrida, com várias autoridades presentes, entre elas o governador Luiz Henrique da Silveira.

O COMEÇO
O dinheiro dará para construir 630 casas de 36 metros quadrados cada, com dois quartos, sala, cozinha e banheiro. 300 delas são de madeira tratada e 330 de alvenaria. Serão beneficiadas famílias de 24 cidades catarinenses. Blumenau receberá cem delas. Segundo a entusiasmada presidente da COHAB, Maria Darci Beck, “é a primeira verba efetiva destinada para a construção de casas aos atingidos pela chuva de novembro.”

PASSANDO A BOLA
Cabe agora aos municípios a aquisição dos terrenos para que as casas comecem a ser erguidas. Em Blumenau o prefeito João Paulo volta a falar no mapeamento das áreas que interessam e anunciar que em breve elas deverão ser adquiridas.

EXPECTATIVA X REALIDADE
Nesta quinta-feira fez dois meses do começo da tragédia provocada pela chuva em Blumenau. Foi o dia da primeira explosão do gasoduto e da morte da pequena Luana, de três anos, na região da Rua Araranguá, onde estive naquele fatídico momento. A mobilização da Rede Record começou uma semana depois e só agora, passados cerca de 50 dias, é possível perceber a concretização do fato anunciado. Assim foi com várias ações anunciadas pelas “autoridades”, em suas diferentes esferas. Mas infelizmente as coisas não andam na velocidade que se precisa e esperamos. No Poder Público é bem pior.

5 comentários:

Carlos disse...

MAPEAMENTO AINDA? Há quanto eles já estão mapeando a cidade, 1 mês? Pelo jeito ou Blumenau é beeeeeem maior do que eu achava ou o governo JPK é beeeeeeem mais incompetente... deve ser por isso os 24 cargos novos, a assessoria assim como está não dá conta do serviço.

Anônimo disse...

Alexandre, olha só o Processo de Dispensa Licitatória 08-202/08 - Aquisição de lonas plásticas pela Defesa Civil, por um valor de R$ 7.800,00. O problema é que foram adquiridas na Dickmann Material de Construção Ltda, loja que pertence à agora vereadora Norma Dickmann, e correligionária de JPK. Não acho que haja alguma irregularidade aparente, ainda mais que não é uma quantia de vulto, mas de qualquer forma podia-se ter evitado esse ato que, se não ilegal, mas imoral. Ah, a informação consta no Boletim Oficial de Bluemau, nº 1436, página 16.

Anônimo disse...

E PeTralhadas, voces não tomam jeito mesmo heim........

Anônimo disse...

Sinceramente creio que o melhor seria a própria fomentadora da campanha fosse a administradora dos recursos arrecadados.
Sabe-se lá como e quando essas sairão do projeto.

esperançoso disse...

Convenhamos. Se a RIC, que é uma empresa privada, levou 50 dias para liberar 10 milhões, dinheiro muito bem vindo, mas uma gota num oceano de destruição, imagina o tempo que vai levar para Estado e União fazerem o mesmo. Se as obras não saem do papel é porque não vem dinheiro. Temos que pressionar quem tem a obrigação de enviar recursos, ao invés de ficarmos brigando entre a gente.