terça-feira, junho 03, 2008

EXTORSÃO E DÚVIDAS

REVISTA METRÓPOLE
O jornalista e radialista Danilo Gomes nega qualquer envolvimento no escândalo de extorsão contra o Governo do Estado, que resultou na prisão de Nei Silva. Nei é acusado de exigir dinheiro para não publicar um dossiê contra o Governo, intitulado “A Descentralização no Banco dos Réus”, de autoria dele próprio. Ele foi flagrado quando tentava receber R$ 40 mil de outro blumenauense, Armando Hess de Souza, ex-secretário de Planejamento de LHS, encarregado de montar o flagrante junto com a polícia. Nei diz apenas que estava tentando cobrar uma dívida com relação à reportagem publicada na revista.

FATOS
Vamos aos fatos. Danilo diz que era redator da revista Metrópole, pivô do escândalo. Não é o que a comunidade de Blumenau sabe. Quem é do ramo sabe que Danilo se apresentava como proprietário da revista, que nos últimos anos se especializou em publicar reportagens favoráveis a políticos e governos.

CHAPA BRANCA
Outro fato que é público e notório é que a revista Metrópole publicou reportagens (favoráveis) ao Governo LHS. Um jornalismo repudiável, mas infelizmente corriqueiro, principalmente nas relações com o poder. Uma das edições inclusive resultou na denúncia que corre no STF e pode resultar na cassação do governador.

APURAÇÃO
A polícia precisa apurar os fatos e mostrar a mesma agilidade. Houve extorsão ou apenas a cobrança de uma dívida, como alega Nei Silva? Quem pagou as reportagens e as publicações? Houve licitação? Onde estão as notas fiscais? O que consta no dossiê é grave ou apenas leviandade de um homem desesperado?

JORNALISMO E POLÍTICA
Nós, que militamos no jornalismo, ficamos tristes quando coisas assim acontecem. A gente sabe da relação promíscua que acontece algumas vezes entre comunicadores e políticos e só tem a lamentar. Não sei se é este o caso, mas tudo indica que sim.

PENA
Danilo Gomes já foi um dos radialistas e jornalistas mais respeitados de Blumenau e serviu de exemplo para muitos que começaram no rádio. Chegou a ser colunista político do Jornal de Santa Catarina. Ultimamente sua figura estava muito associada a políticos. Para quem não se lembra, na última eleição municipal protagonizou um fato lamentável. Divulgou durante todo o dia da votação uma boca de urna que apontava vantagem de Edson Adriano (PT) contra o então candidato João Paulo Kleinübing. O resultado, todos sabem.

Um comentário:

fabioricardo disse...

salve alexandre, comecei a acompanhar seu blog, vamos ver o que encontramos por aí. Nesse rolo todo da revista, acho q são duas possibilidades: ou extorsão, ou uma dívida.
De qualquer forma, o mal jornalismo é óbvio e estes jornalistas já estão carimbados como antiéticos, no mínimo.