quinta-feira, setembro 25, 2008

COMPARANDO

PESQUISAS
A informação não é confirmada, mas a fonte é boa. A RBS deve divulgar na próxima quinta-feira a pesquisa do Instituto Mapa. Três dias depois da divulgação da pesquisa Brasmarket. Será mais uma boa oportunidade de confrontar os números das duas, na reta final da eleição. E comparar as duas com o resultado das urnas.

9 comentários:

Anônimo disse...

O que estiver atrás nas pesquisas, vai dizer que "pesquisa se ganhe no dia da eleição". Querem apostar?

Anônimo disse...

Informação quente........Pesquisa:
JPK: 38,2%
Décio: 34,3%
Ivan: 7%
Ouriques:1,5%
Dari:0,8
B/N: 6%
Indecisos:12,2%

Anônimo disse...

Anônimo disse...
A pesquisa é brincadeira, pensei que haveria milhares de comentários, já que o pessoal tem feito mais campanha pelo blog do que na rua.
Minha experiencia frustrou-se. Nenhum comentário, pelo jeito ninguém acreditou!

26 de Setembro de 2008 06:32

Anônimo disse...

Retardado

Anônimo disse...

Informação quente........Pesquisa:
JPK: 38,2%
Décio: 34,3%
Ivan: 7%
Ouriques:1,5%
Dari:0,8
B/N: 6%
Indecisos:12,2%

sesuno turno ja esta garantido desde inicio da campanha....
fala serio
vai dar decio no primeiro...façam suas apostas

Felipe Pamplona disse...

A Verdade esta prevalecendo

Justiça Federal anula escutas telefônicas da Operação Influenza

Decisão comprova armação para prejudicar candidatura de Décio Lima

Decisão da Justiça Federal de Santa Catarina, anulando as escutas telefônicas das provas da Operação Influenza, comprova armação para atingir a candidatura de Décio Lima à prefeitura de Blumenau pela Coligação Blumenau de Todos. A sentença decretando a nulidade das interceptações telefônicas foi proferida nesta quinta-feira, dia 25, e foi divulgada no site oficial do órgão (www.jfsc.gov.br).
O ato, considerado ilícito pela Justiça Federal, conforme sentença da juíza Ana Cristina Kramer, da Vara Federal Criminal de Florianópolis, é ainda mais grave, posto que Décio Lima não está envolvido na Operação Influenza, tendo sido exposto de forma irresponsável, “Essa armação está desmoronando e a verdade está aparecendo”, diz.
Conversa telefônica, supostamente entre o deputado federal Décio Lima e um dos sócios da Agrenco, empresa que está sendo investigada pela Operação Influenza, foi divulgada pela imprensa de forma indevida nos dias 15 (Diarinho do Litoral) e 16 de agosto (Jornal de Santa Catarina). “Ele foi exposto num ato irresponsável. Foi um crime”, porque teve como objetivo atingir a candidatura de Décio Lima a prefeito. A Justiça Federal entende, com a decisão, que houve violação do direito legal.

CAPITA disse...

Uma parcela da população vota naquele que supõe será o vencedor, e dizem: não quero desperdiçar o meu voto. Por isso as pesquisas, embora muito úteis para avaliar tendências e preferências de mercado são prejudiciais ao processo democrático, na medida em que induzem o eleitor. Penso que as pesquisas só poderiam ser divulgadas, quando realizadas por institutos de renome e periodicamente auditadas.
Os dois institutos mencionados aqui no blog têm problemas. A Brasmarkt por irregularidades e fragilidades amplamente conhecidas e punidas judicialmente e a Mapa por que os responsáveis pela empresa tem conhecido viés político. Então terá que haver, no mínimo, um terceiro instituto. Ainda sim, já vimos exemplos históricos: FHC perdendo pro Jânio na Prefa de São Paulo e Vandall perdeu pro Décio em Blumenau, lembram?

why so serious disse...

Felipe, o fato da justiça anular as escutas das provas, não quer dizer que as escutas não existiram ou eram falsas! Elas simplesmente não podem ser usadas como provas no caso, mas elas existem e mostram o caso de amor entre Décio e Agrenco!

Quer dizer basicamente que o Décio ganhou dinheiro ilegal da Agrenco e agora vai ficar difícil provar.

Qualquer um que não esteja pregado em Blumenau sabe o que está acontecendo em relação às escutas no Brasil, depois do presidente do supremo ser grampeado

why so serious disse...

Ahh, e se possível coloque a notícia somente em 1 tópico, fica bem mais fácil responder...