terça-feira, setembro 09, 2008

DEBATE RÁDIO MENINA

TERCEIRA ETAPA
O debate da rádio Menina FM nessa noite de segunda-feira tem tudo para marcar uma nova fase na campanha eleitoral. Ela, que demorou a deslanchar em um primeiro momento, foi marcada depois pela propaganda eleitoral, quer seja nos meios eletrônicos, nas placas ou nos carros. Agora, faltando cerca de quatro semanas para o dia de votação, são os debates e o corpo a corpo eleitoral que devem predominar. E serem decisivos.

TEASER
Foi um debate legal pelo ponto de vista da democracia, pois lá ela estava representada em sua essência. Candidatos, assessores, militantes, simpatizantes, jornalistas, estudantes e aspones dividiram espaço por quase três horas de programa. E fora os ouvintes da nossa Rádio Menina. Eu, que adoro política e conversar, encontrei ali um prato cheio para a troca de idéias e confraternização. Conversei com muita gente. Seguem então algumas percepções.

SENTIMENTOS E PERCEPÇÕES
O pessoal da campanha de João Paulo Kleinübing passava serenidade e segurança. Já nos aliados de Décio Lima o sentimento era de confiança e otimismo. O candidato petista teve direito até a recepção na entrada do hotel apesar da noite fria, lembrando os bons momentos da militância. Todos da Coligação Blumenau de Todos fizeram questão de mostrar que têm muito jogo para ser jogado ainda. E que ainda há tempo para reverter o placar. No time de JPK uma felicidade levemente disfarçada, mas com a clareza que a partida está longe de ser decidida. Apesar da vantagem.

DIFÍCIL
Ivan Naatz foi bem no debate, mas nos bastidores se mostrava cansado, principalmente devido a pequenos infortúnios que teve em sua campanha, como carro quebrado e tempo perdido, fora o prejuízo financeiro. Mas sem nunca esmorecer.

ESTRUTURA
O debate foi “politicamente correto” nos dois primeiros blocos, quando os candidatos responderam a perguntas do departamento de jornalismo da rádio. Mas ganhou molho quando foi pergunta de candidato a candidato. Neste momento foram as poucas tiradas boas do programa, obviamente na visão deste blogueiro, aquelas mais apimentadas que provoquem uma certa polêmica.

DESTAQUES
Duas tiradas foram as mais acirradas. Quando Naatz retrucou JPK, dizendo que o então prefeito teria criado a secretaria de Regularização Fundiária para atender o PMDB, quando do ingresso da sigla de Luiz Henrique na Prefeitura. E quando Décio, aproveitando uma bola que o Latinha deixou picando, criticou a campanha da Coligação Faz Blumenau Mais Forte por ter exibido o quadro onde um candidato prometia computador para a população (Outra Família). “Você não pode acreditar nesta novelinha mentirosa”, respondeu o petista.

NA DELE
João Paulo seguiu seu discurso habitual, mas ao contrário do outro debate de rádio que acompanhei, o da Nereu, procurou não alfinetar seu principal adversário. Por ser prefeito, foi a vidraça para os seus adversários. Desta vez preferiu a defensiva, talvez embalado pelos resultados das pesquisas que lhe chegam ao ouvido. Dele e de seus estrategistas, é óbvio.

ESTILINGUES
Já os outros candidatos – Décio, Naatz e Dari – foram para a ofensiva, com propostas e críticas à atual gestão. O candidato petista voltou a prometer grandes obras viárias e o projeto da inclusão digital e foi ajudado indiretamente por falas dos adversários. Teve um bom desempenho, o melhor dos três confrontos que assisti.

O TIME
Parabéns à Rádio Menina. Apesar da programação musical não fazer meu estilo, tenho a maior simpatia pela emissora por causa dos amigos que lá trabalham. Marcão, Emerson Luiz, Eusébio e Marquinhos são algumas das pessoas que me aproximaram da rádio. Se tem um time que se mexe para relacionar-se com a comunidade é este.

PARA MAIS TARDE
Tem mais um monte de bastidores que quero trazer, mas vamos nos respeitar, já são quase duas da manhã e tenho que acordar cedo. Até foto tirei e vou postar mais tarde. Quero falar sobre o trabalho das produtoras e a presença do marqueteiro de JPK.

6 comentários:

Denis disse...

Olá, por acaso você sabe ou tem o MP3 desse debate?

Obrigado!

Anônimo disse...

Ruim mesmo foi a mediação.
Terrível o Marcão e o Elias, totalmente despreparados, parecia até que estavam no "Toca a boca no trombone". A coisa é séria gente!
Quer ver quando o Elias falou que determinado candidato ia voltar pro vaso e todos riram, e ele tentou consertar. Horrível!

Ortiz disse...

Pior mesmo foi a resposta do Latinha quando perguntado sobre lazer a jovens:
depois de perguntar 2x qual tinha sido a pergunta soltou a perola
"Vou acabar com a taxa de lixo da samae"

Anônimo disse...

a mediação foi realmente ruim.

Chegaram ao absurdo de discordarem se um candidato já teria feito a réplica da resposta ou não...

Anônimo disse...

JPK foi desmentido por Décio!em relação a cobertura da saúde da Família.E Pior Procurei no Site ofcial(MS)} e realmente o candidato a reeleição mentiu.Acho que ele se enguadra melhor na frase JPK FALA POUCO E MENTE MUITO.Que vergonha para Blumenau.

Anônimo disse...

Não concordo!
O João Paulo Kleinuning fala a verdade.
Ele fala que se espelha no seu pai.
Então deve ser por isso que é tão igual.
Agora que é ano de eleição tá enchendo a cidade de buraco igual ao pai.
Prá depois sair prá outro cargo, todos já sabem que ele só quer ficar 2 anos na prefeitura, que está acertado com o Governador do PMDB, Luiz Henrique da Silveira que, em 2010, quando tiver duas vagas pro senado, a vaga nº 1, vai ser dele pelo DEM, fazendo a manutenção da tríplice aliança, sacramentando com o vice Rufinus Seibt do PMDB se tornando prefeito em Blumenau.