quarta-feira, setembro 03, 2008

ELEITORAIS TELEVISIVAS

PESQUISAS = RUMOS
Algumas postagens abaixo, falei da importância da pesquisa eleitoral como ferramenta de “percepção” do momento para os estrategistas das campanhas políticas. Principalmente “as com mais bala na agulha”, como as de João Paulo Kleinübing e Décio Lima. Isso é fato em qualquer campanha profissional, por mais que se tente colocar este assunto na sombra. Os resultados das pesquisas norteiam os caminhos que a campanha deve tomar.

REFLEXOS...
...É no horário político da tv e do rádio que os resultados das pesquisas são percebidos com mais nitidez. Hoje, JPK e Ivan Naatz fizeram bons programas, assim como o próprio Dari Diehl, guardadas as estruturas. O de Décio exagerou na dosagem. Vou me incomodar, mas é isso que penso.

BOM
O programa do candidato Faz Blumenau Mais Forte mais uma vez saiu da ofensiva e usou da criatividade e a boa performance do candidato para passar o recado com eficiência. JPK apareceu novamente nos lugares falando o que já fez e chegou a trocar idéia com um boneco, em mais uma iniciativa criativa, que tem dedo de agência de publicidade. Terminou com um clipe, já utilizado nos programas anteriores, carregado de emoções e muita gente, para dizer que a Blumenau de Kleinübing é também para todos.

CONTRA-PONTO
Na mesma linha da Declaração de Amor a Blumenau, criada pela campanha petista, o clipe do candidato incorpora “ternura” em sua candidatura de realizador. Eficiente, no humilde ponto de vista deste blogueiro.

OS DOIS LADOS
Tem gente que faz a seguinte análise. Kleinübing só fala do que fez e Décio Lima faz promessas. Hoje as duas situações ficaram claras. Acho importante prestar contas do que se fez e mais ainda apresentar propostas e programas de governo. Mas avalio que a candidatura petista exagerou na dosagem.

MENOS
O programa apresentou nove propostas para melhorar o trânsito de Blumenau, todas de enorme complexidade e impacto urbano. Retratadas com uma ótima animação gráfica. Mas,(sempre na opinião deste blogueiro) faltou um ingrediente: confiança. Não consigo acreditar que em apenas quatro anos e com a limitação financeira de qualquer prefeitura, seria possível fazer metade destas propostas. Por mais que se associe a imagem do candidato com o Governo Federal, de onde sairia o caixa para tais iniciativas, passou da conta.

REFORÇO DUVIDOSO
A campanha petista ainda trouxe o depoimento da toda poderosa ministra Dilma Roussef. Lançada “para ver o que vai dar”, Dilma é a preferida do presidente Lula para sucedê-lo. No momento. A estratégia tem uma simbologia política, mas relativa do ponto de vista eleitoral. Só cativará quem é petista e, portanto, tem o voto decidido.

EVOLUÇÃO
O programa de Ivan Naatz foi muito bom, na visão deste blogueiro. O candidato se acertou com a câmera e mandou bem ao anunciar que registrou em cartório sua proposta de criar o passe livre para alunos da rede pública. E ainda disse de onde irá tirar o dinheiro. Da redução dos cargos comissionados e do enxugamento da máquina.

BOM DESEMPENHO
Naatz também posicionou-se junto às bandeiras que lhe renderam holofotes na mídia: ação que pediu a redução no número de vereadores em Blumenau, contra o auto-reajuste concedido pelos vereadores e também contra o último reajuste da tarifa de ônibus na cidade. Foi bem.






4 comentários:

Anônimo disse...

Opinião pessoal. Blumenau merecia por ser a cidade que é, e o povo que possui, ter um Prefeito que seja filho da terra. Que seja um Prefeito daqui e não, forasteiro.

Anônimo disse...

com todo o respeito ao candidato décio lima... mas essa proposta do "trem suspenso" foi inacreditável, para perder amizade...

o prgrama de segunda-feira do décio lima tinha sido tão bom, mas esse, francamente...

Rafael Mueller disse...

Acho que Décio está exagerando nas propostas.
Isso vai fazer com que ele vença? Talvez...

Até sua proposta de "internet para todos", sem entrar no mérito da utilidade, não é viável financeiramente.
Ele diz que vai colocar "antenas", e depois, a internet vai como até as casas?
Celular, rádio e televisão conseguem se difundir atravéz de ondas por longas distâncias, com a internet isso não é verdade.
Equipamentos para distribuir internet em uma área maior que 500metros são caríssimos, seria mais barato construir um hospital em cada bairro da cidade (ok isso pareceu Alckmin falando que vai vender o aero-lula pra construir hospital), mas é inviável.
Ou seja, terá que ter cabeamento dessas antenas até todas as casas! Quem vai adicionar novos cabos na cidade inteira? Ou será pago para as empresas de internet atuais fazerem esse serviço (preço alto, e qualidade baixa)?
Pensando um pouco é possível perceber que ele não tem idéia da complexidade que é um projeto desse.
Quer internet na cidade toda, more em Palo Alto (http://www.city.palo-alto.ca.us/) só não esqueça que com um salário menor que uns 4mil dólares/mês vc terá uma vida bem apertada por lá...

Anônimo disse...

Sou de fazer minhas pesquisas naturais, com o pessoas normais. Gente como a gente. Tenho observado que os eleitores, faz muito tempo, deixaram de ser "boi de piranha" e ou "moeda de troca". Todos são conscientes e sabem como devem proceder. Então, o que tenho observado é que a coerência e as verdades do Ivan Natz, vai crescendo e pode ser que ele apareça muito bem nas pesquisqas, dependendo de onde será o Público Alvo. Se forem "encastelados" ganha JPK. Se forem os "roxos" vai o Décio. Se forem pessoas normais...vai ser bom de ver!!!