quinta-feira, setembro 04, 2008

ELEITORAIS

TEMPO INTEGRAL
O candidato Décio Lima chega de Brasília hoje à noite, depois de uma estadia de dois dias na capital federal. Será “intimado” a pedir licença para dedicar-se integralmente à campanha em Blumenau, se é que o petista já não está com esta decisão tomada. No domingo ele se reunirá com os presidentes dos sete partidos que formam sua coligação, onde será traçada a estratégia para a reta final de campanha.

NA RUA
Entre as estratégias que deverão ser apresentadas a Décio é a presença dele o maior tempo possível na rua. “Fazer o corpo-a-corpo com o eleitor”, avalia Édson Adriano, presidente do PT de Blumenau. Sem afirmar nada neste sentido, está claro para a coordenação da campanha que é preciso fazer algo para mobilizar a militância e sensibilizar o eleitorado.

FORÇA DO CONCORRENTE
Édson Adriano diz que todos sabiam que a disputa seria dura: “Eles têm a máquina administrativa na mão; pelo menos quatro partidos grandes e tradicionais fazem parte da aliança; tem a maior chapa para vereadores e conta com o apoio do grande empresariado”.

VENTOS
Conversei com uma liderança da cidade, entendido das coisas políticas, mas sem filiação partidária. Ele analisa que há uma “onda” favorável à campanha de JPK. Citou um exemplo: “há pouco mais de um mês o prefeito não podia nem entrar no Beco Araranguá que seria recebido a pedrada. Um conhecido me informou que o candidato esteve lá no final de semana e foi recebido com festa”. O meu interlocutor não vê capacidade de reação por parte da candidatura petista. “Qual é a carta que Décio Lima tem na manga”, pergunta.

RETA FINAL
Campanha disputada é assim. Ela apresenta oscilações, de acordo com os movimentos das candidaturas e um ou outro fator externo. Como a partir de amanhã falta apenas um mês para o pleito, vira uma corrida contra o tempo. Para uns ele vai demorar a passar e para outros o calendário deve voar.

3 comentários:

Anônimo disse...

olha o trem bala aí gente...
é no do povo de novo ;)

Sergio disse...

Anonimo e covarde

Ortiz disse...

Queremos saber quais são as propostas dos candidatos, tem gente ai que diz que não promete, mas se não promete como vamos cobrar? É importante que todos deixem bem claras suas propostas por que quando eleito vamos cobrar! Grandes ideias surgiram, umas até um tanto exageradas mas muitas delas de grande necessidade!