quinta-feira, outubro 30, 2008

TRANSPORTE COLETIVO

AMEAÇA
Blumenau corre o risco de ter que enfrentar nova greve no transporte coletivo a partir de quarta-feira da semana que vem. É que neste dia começam as assembléias dos trabalhadores, que vão avaliar a proposta dos donos das empresas. O sindicato da categoria já adiantou que não gostou. A data-base da categoria é primeiro de novembro.

LONGE DO ACERTO
Foram quatro reuniões, todas sem acordo. O patronal ofereceu 7,5% de aumento e mais 2% em maio do ano que vem para os trabalhadores da Glória e Rodovel. E também um vale-refeição de R$ 176,00. Já os motoristas e cobradores pedem 10% e um vale de R$ 210.

CONSELHO
Se der tempo ainda, gostaria de fazer uma proposta para os trabalhadores. Caso decidam por alguma ação mais radical, não punam a população, que não tem nada com isso. Mirem o alvo para os proprietários das empresas.

31 comentários:

Alberto Luiz disse...

Concordo em gênero, número e grau com o seu conselho Alexandre. Mas infelizmente eu não apostaria nisso ...

Anônimo disse...

Espero que os trabalhadores de todas as categorias se unam aos motoristas e cobradores. Espero que a população, mesmo que sofrendo um pouco, entenda o valor que tem os motoristas e os cobradores de nosso transporte. Eles têm uma responsabilidade muito grande nas mãos e merecem ser tratados com dignidade. Certamente, os aliados de João PinóKio dirão que o movimento está incrustado de manifestantes de outras categorias. Que bom. A Blumenau real está reaparecendo novamente.

Laíse disse...

O mesmo conselho valeria para os proprietário das empresas, não é mesmo Alexandre??? Eu até entendo a tua posição de ficar numa atitude isenta, mas não exagera né?
Em relação as greves eu acho que tem que haver o bom senso tanto de funcionários como de patrões. Infelismente as empresas, na sua maioria,levam a coisa até o último limite do estresse.Resultado?:Greve.È uma lástima!!! E é seeeempre o povo que paga. Que cansativo...

Assalariado disse...

Na boa, 7,5% é um baita aumento. E VR de 170 e poucos também.

O IPCA do IBGE - indice de inflacao para renda até 40 salarios minimos, é de 4,66 no ano. E o INPC - para renda até 8 SM, está sendo de 5,13 no ano.

170 reais de VR é mais de 8 reais por dia para comer. Tem muita empresa por ai que nao paga isso.

E tudo isso para profissões que mal e mal requerem o segundo grau completo.

O pessoal quer ver o mar pegar fogo para comer peixe frito.

Maurício disse...

Mirem o alvo para os proprietários das empresas. Só se for com armas e ameaçando-os. Também não apostaria e ~que os mesmo receberiam e acatariam as reivindicações de seus motoristas e cobradores. Também pudera, se aconteceram quatro reuniões e nada de entendimento em benefício dos colaboradores, o que se pode esperar? Greve, apesar de eu, como usuário, penar juntamente com centenas de milhares de usuários... Sempre segue em alto e bom som aquele comodismo dos senhores diretores em não negociar, só fazendo quando do retorno das atividades normais para a discussão, em mesa-redonda, sobre o assunto. Enquanto issao, essa bola-de-neve cresce: o mais fraco, sejam colaboradores ou os usuários penam.

Xnet disse...

Depois de todos os meios de comunicação alarmarem a população "MEGA INFLAÇÂO" PAOZINHO MAIS CARO QUE Caviar ahhahaha

tem neguinho achando que 7,5 é um mega aumento... mega aumento para quem ganha mais de 10 salarios ai sim eh um mega aumento para quem ganha 1000 pratas isso representa 75 mangos não cobre nem o aumento do feijão!

Anônimo disse...

Só para refrescar a memória da pessoa que teve medo de postar o nome no segundo comentário:
a última greve realizada pelos motoristas do transporte coletivo de Blumenau teve SIM o apoio de gente de fora ... mais conhecidos como "grevistas profissionais"

Só concordo uma coisa com este "Anônimo", mas faço uma ressalva: tudo bem sofrer um pouco em função da greve, mas que não vire a palhaçada que virou a greve dos têxteis.

Alberto Luiz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alberto Luiz disse...

POSTANDO NOVAMENTE (não consegui fazer o login da primeira vez... rsss):

Só para refrescar a memória da pessoa que teve medo de postar o nome no segundo comentário:
a última greve realizada pelos motoristas do transporte coletivo de Blumenau teve SIM o apoio de gente de fora ... mais conhecidos como "grevistas profissionais"

Só concordo uma coisa com este "Anônimo", mas faço uma ressalva: tudo bem sofrer um pouco em função da greve, mas que não vire a palhaçada que virou a greve dos têxteis.

Alberto Luiz disse...

complementando:

lutar por melhores salários e condições de trabalho é um direito do trabalhador e um dever do empregador ... Mas lembrem-se:

Tem que haver respeito e disciplina!

Anônimo disse...

Acho que foi da última vez que os caras fizeram uma greve portuguesa: começou a paralisação no meio da manhã. Entao o trabalhador teve onibus pra ir trampar, e nao teve pra voltar pra casa...
Se vai parar, tem que ser no inicio do dia.. aí as empresas tem prejuízo, o rebu é maior e a pressao tambem. Senao, ferra só com o trabalhador e nao com as empresas.

Anônimo disse...

Mas greve boa mesmo seria trabalhar normalmente e liberar as catracas dos onibus.
Daí o trabalhador usaria normalmente o transporte, apoiaria os caras, e o prejuízo ficaria só com as empresas de onibus.
Isso sim seria uma greve pra atingir em cheio quem precisa ser atingido.

Alberto Luiz disse...

^
^
^
^
matou a pau ! concordo 100%

Anônimo disse...

A constituinte existe para todos, direitos e deveres devem ser respeitados. Para quem acha que uma refeiçào por dia é pouco, vá viver com salário baixo, saia debaixo da saia de quem lhe banca ou coisa parecida. Se é pouco, por que não negociam rápido, o superávit não é somente pra comprar fazenda e mandar para paraísos ficais, comprar carrões, os empresários tem méritos pois apostam e precisam manter seus negócios, mas quando é pra anunciar lucros, sai na mídia toda, quando é pra dividir, inventam um monte de desculpas. A hipocrisia, a ganância e a falta de respeiro não leva a nada, é preciso olhar para baixo, o povo tbem merece comer carne boa, como disse o embaixador chinês ao ser entrevistado por um destes que faz o jogo dos poderosos. Enquanto o capital não ceder um pouquinho, terá que conviver com a bagunça que é a sociedade, assaltos, sequestros e tudo mais. É preciso saber que não estamos sozinhos na sociedade, nosso irmão tbem precisa comer, se é grevista profissional ou não, pra mim não importa, tem empresário que junta-se tbem a coias ruins, e bem ruins, como sonegar impostos, e ninguem fala nada. Então, o equilibrio passa pela diminuição da ganãncia de uma pequena minoria. Ah, não sou petista, grevista e nem revolucionário, apenas penso assim.

Elimar disse...

Olá Sr. "Assalariado"

Sou Elimar Russi Filho, assalariado, analista de Sistemas.

Gostaría de saber quem o Sr. é também, porque um assalariado não pode defender o que o Sr. escreve. Vamos aos fatos:

1.:
"O IPCA do IBGE - indice de inflacao para renda até 40 salarios minimos, é de 4,66 no ano. E o INPC - para renda até 8 SM, está sendo de 5,13 no ano."

ELIMAR: Em que mundo o Sr. vive que não vê o dólar, a carne, o ovo, o trigo, o leite, os alugueis, e tudo o mais aumentar bem mais que esses índices?

2.:
"170 reais de VR é mais de 8 reais por dia para comer. Tem muita empresa por ai que nao paga isso."

ELIMAR: A questão não é o que muita empresa predadora paga por aí, e sim o justo, na verdade esse valor dá menos de 8 reais ao dia, e hoje infelizmente, raros são os lugares onde se alimenta decentemente por este valor.

3.:
"E tudo isso para profissões que mal e mal requerem o segundo grau completo."
ELIMAR: Lamento o preconceito em 1º lugar, até porque, isso não é sinônimo de inteligência. E depois, tente uma vaga nesses monopólios ou em qualquer outra empresa sem 2º grau para ver.

4.:
"O pessoal quer ver o mar pegar fogo para comer peixe frito."
ELIMAR: Creio que "a recíproca é verdadeira", tamanha ira e indignação.

OBSERVAÇÃO: Como disse, sou analista de sistemas, não sou da mesma categoria dos motoristas e cobradores, portanto sou isento, então só queria dizer uma coisa, se o Sr. (ou Sra.) realmente é um "assalariado" como eu e os motoristas e cobradores, em primeiro lugar lamento por pensar assim, mas, respeito sua opinião, e da mesma gostaría que, se o Sr. pensa assim, respeitasse a categoria dos motoristas e cobradores, pois se o Sr. se conforma em receber abaixo da inflação (IGP-M mais de 10% em média) por favor, não interfira contra quem briga pelo justo.

Jefferson.L disse...

boaaaa .. é isso mesmo, é aquela história de aceitar o errad como certo, apoio, eles tem que brigar pelo justos, nos é que somos acomodados e não cobramos o merecemos 100% depois de pagar todos os impostos para se "viver" ....

Jefferson.L disse...

Ok

Anônimo disse...

É muito importante o trabalho do motorista e do cobrador, mas por favor não prejudiquem os outros trabalhadores, que tambem estão batalhando pela manutenção do emprego e de um aumento mais digno.
A melhor saida ainda é a mesa de negociação.
Empresários sejam mais coerentes.

Joana disse...

Não está satisfeito? Vai trabalhar de motorista de caminhão!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Rapaziada, concordo com o Elimar. Agora, quando na campanha politica as empresas doaram $$ para o JPK, para ele curtir "umas férias" bem longe dos problemas da cidade, ninguem chiou. Agora que o pessoal que rala dentro de um busão o dia inteiro quer o justo os empresários não querem dar. Façam o favor!! Tivessem dado o $$ da politica pro prefeito, para os trabalhadores essa vergonha não teríamos que passar. Blumenau está virando a cidade das greves. Agora com o calorzinho de Blumenau chegando, queria ver os empresários e o prefieto andar de onibus o dia inteiro! Vamos parar com essa sacanagem!

Anônimo disse...

divide 56 milhoes de reais que o JPK gastou na campanha "so que não vai declarar isso né?" pelos trabalhadores de Blumenau, da uma media de 10% de aumento real!!!!!

Anônimo disse...

so o marketerio dele cobrou 3 milhoes de reais!!!

Anônimo disse...

vamos fazer uma conta, o Jovino Cardoso colocou 850 placas em Blumenau, metade disso diz ele que pagou aluguel pra colocar as placas, em media 600,00 por mes, então vamos as contas:

-> Placas --> 850,00 x R$ 120,00 = R$ 102.000,00
-> Aluguel --> 450,00 x R$ 600,00 x 3 meses = R$ 810.000,00
somando isso tudo da um total de = R$ 912.000,00.
Agora pergunto, esse total sem colocar o resto de material de campanha (santinhos+gasolina+etc....)como fica? porque parece que na declaração de gastos de campanha ele vai discriminar so R$ 50.000,00É pessoal, voltamos ao mundo real.

Anônimo disse...

sim, campanha de 56 milhões e aluguel de placa por 600,00

pelo amor de deus.. como tem gente ignorante e burra nesse mundo !

Anônimo disse...

como usuaria de tranporte coletivo sei que terei que me virar se houver greve mas dou total apoio aos motoristas e cobradores porque só assim o patronato entende.

PacMan disse...

Ué não teve o dia sem carro ?
Agora vai ter o dia sem Onibus!
akakakakakakakaka

Vamos andar de bicicleta meu povo!!

hahahahahahahahaha

Anônimo disse...

é verdade, como tem gente ignorante nessa cidade, o aluguel de placas que o Jovino pagava era de R$ 1.200,00. Se informem corretamente antes de colocarem valores.

AzulCalcinha disse...

netinho arcava com as placas com grana dos fieis que entregavam na igreja dizendo que era de Deus! mas era para o deus na terra...

Anônimo disse...

Também sou usuário do transporte coletivo e mesmo sabendo que terei dificuldades de me locomover eu apoio 100%. Falam que os trabalhadores tem que ter disciplina, negociar e coisa e tal, conversa fiada. Os trabalhadores do transporte estão tentando conversar faz tempo, mas o patrão mão de vaca não quer abrir mão de manter a categoria debaixo dos seus sapatos. Com certeza vão apelar pra aquele espetáculo lástimável da repressão aos trabalhadores - queria ver o mesmo empenho pra enfrentar bandido.
Realmente também temos sindicalistas profissionais - graças a Deus. Desta forma há um pouco mais de equilibrio.
As empresas de onibus ganham milhoes explorando os usuários. Se não é lucrativo então desistam e entreguem o serviço para outros empresários. Como diria o candidato do Psol, temos que abrir a caixa preta do transporte coletivo, dai sim veremos que ganham muito mais do que imaginamos enquanto ficam choramingando e fazendo jogo duro para atender as reivindicações dos trabalhadores. E lembrem bem que não estão lutando apenas por aumento de salário e vale refeição, eles reivindicam também mais segurança para eles e nós usuários.
Por isso apio voces 100% e se preciso vou ir a pé ao trabalho, assim já aproveito e faço minha caminhada.
Não desistam e não se dobrem ao patronato.

Anônimo disse...

Boa mesmo. Se não é lucrativo, por que entrar na licitação? Muito boa a colocação acima. O mundo está sofrendo uma mutação enorme por conta do capitalismo selvagem inplantedo pelos seus comandantes. Hoje, sem um grande líder mundial(O que falar de BLumenaau, hehheh), estamos vendo que este tipo de capitalismo tende a enfraquecer, mas são gerações para que isto se implemente. Então, estes que ai estão comandando, terão que atraves das gerações a dar lugar a pessoas mais racionais e sociais.Temos um meio onde a lei do homem é esta mesmo, eu como bem, vc que se dane. Pensamento pequeno de uma pequena minoria, mas poderosa. A coisa é tão boa que até mantem um empresa que não dá lucro, devem estar tirando do bolso pra manter.Acreditem.

Juca disse...

Estranho criticarem sempre os "grevistas profissionais", mas não citam os "negociadores profissionais" contratados pelos patrões por somas bem acima do que os grevistas, que recebem - sou testemunha - apenas suas hospedagens e refeições na cidade.

Só o negociador do transporte coletivo embolsou 100mil ano passado. Esse ano, estima-se em 50mil, porque levou couro ano passado. Quem paga essa conta? Não seria mais fácil (e inteligente) aplicar este dinheiro no reajuste?