domingo, novembro 23, 2008

CHUVA

CALAMIDADE
A situação é bastante crítica nesse começo de tarde em Blumenau. O Corpo de Bombeiros contabiliza sete mortos até o momento e pelo menos cinco pessoas desaparecidas, mas este número deve ser maior, pois em algumas localidades o socorro não consegue chegar e falta maquinário para remover a terra e os entulhos. Cães farejadores estão vindo do oeste catarinense para tentar localiza possíveis vítimas. Vários bairros estão isolados e sem luz e a comunicação é precária.

RIO SUBINDO
A última medição, às 11 horas, marcou que o rio estava com 10 metros e seis centímetros e a previsão é que ele atinja 10 metros e 30 às 14 horas. Ele está quase no nível da Ponte Adolfo Konder, que desemboca no centro da cidade.

SEM LUZ
Segundo o superintendente da Celesc em Blumenau, Régis Evaloir da Silva, 42% da cidade está sem energia elétrica e a previsão é que a situação só seja normalizada em cinco dias. A maioria dos grandes supermercados não abriu e nos pequenos que estavam abertos havia uma verdadeira corrida de pessoas atrás de mantimentos, principalmente comida e água.

SEM ÁGUA
Há risco também de desabastecimento de água, pois a captação do Samae está prejudicada. A recomendação é que as pessoas fiquem em casa.

SERVIÇO
Uma parceria das TVs Galega, Furb TV e TV Legislativa e FURB FM garante um serviço importante para aqueles que têm energia. A Rádio Nereu Ramos também está no ar com todo serviço. A Ric Record entrou com uma programação ao vivo pela manhã, mas enfrenta dificuldades, pois a grande maioria dos seus colaboradores não conseguiu chegar na TV.

LHS EM BLUMENAU
Blumenau vive uma calamidade e os pedidos de ajuda chegam de toda parte. O Governador Luiz Henrique está a caminho e daqui a pouco mais chega à Prefeitura. Não sei como está a situação das outras cidades, mas aqui é preciso de uma força-tarefa que ajude à população.

2 comentários:

Anônimo disse...

O trabalho da imprensa blumenauense - TV e rádio - nesse momento de cheias é a salvação da cidade. Pior quando existe queda de energia e a maioria das emissoras de rádio fica fora do ar. Está na hora dos donos das emissoras providenciar gerador de energia, na empresa ou transmissores e, assim, a cidade não ficar desprovida de informações. Ontem, sábado, praticamente uma ou outra emissora estava fora do ar.

ju lora disse...

MORAMOS NA RUA BAHIA ESTAMOS BEM EM RELAÇAO A OUTROS LUGARES,JUNTAMOS ROUPAS E ENVIAREMOS PARA ALGUM ABRIGO E ALGUNS PARENTES DE JOAÇABA NOS INFORMARAM QUE ESTAO JUNTANDO ALIMENTOS E ROUPAS PARA SEREM ENVIADAS.QUE DEUS ILUMINE O CORAÇAO DE TODAS AS PESSOAS E QUE TUDO VOLTE AO NORMAL.