quinta-feira, novembro 13, 2008

TRANSPORTE COLETIVO

PARALISAÇÃO RELÂMPAGO
Motoristas e cobradores da empresa Glória pararam hoje no começo da manhã. Pelas 8 horas da manhã fizeram uma assembléia e decidiram voltar ao trabalho, pelo menos até a semana que vem. Com chuva e os ônibus voltando a circular em um volume maior que o habitual, o trânsito é mais caótico que o normal. Longos engarrafamentos são registrados em diferentes pontos da cidade.

4 comentários:

Anônimo disse...

Pois é, a greve-relâmpago foi apenas um aperitivo do que pode acontecer na próxima semana, conforme o sindicato já deixou bem claro. A qualquer momento, volta.

Anônimo disse...

Um caos está o trânsito agora pela manhã, não apenas na área central. Bem cedo, quando a maioria da frota dos ônibus não circulava e com as chuvas, na zona Norte, na Via Expressa e outros corredores, o congestionamento era grande.

Juliano disse...

Anos atrás não aconteciam essas paralizações. Agora virou moda. Copiaram o exemplo (ruim) de Florianópolis, e agora param o serviço quando bem entendem. E quem paga a conta? O povo, como de costume. Já tentaram me explicar várias vezes mas eu não consigo entender: porque os motoristas não rodam os ônibus com a "porta aberta"? Deixem os passageiros entrar pela porta de trás... Acho que seria um instrumento de pressão muito mais forte.
Na minha singela opinião, há algo muito estranho nessas paralizações. Aumentando a passagem, ganhariam os sindicalistas (pois teriam seus vencimentos aumentados) e ganhariam os patrões, pois receberiam mais dinheiro pelo serviço que prestam. Será que essas paralizações não são arquitetadas por ambas as classes?

Anônimo disse...

discordo totalmente do juliano os dirigentes do sindicato são pessoas honestas e estão trabalhando a favor dos motoristas e cobradores e não dos patrões como ele quis dizer.