quarta-feira, dezembro 10, 2008

CONTAS ELEITORAIS

FUI ATRÁS
Provocado pela leitora Maria Paula Neve, fui atrás de mais detalhes sobre as prestações de contas dos candidatos à Prefeitura de Blumenau. A frieza dos números serve para fechar balancetes eleitorais, mas nem sempre batem com a realidade do mercado. Ative-me aos números das candidaturas do prefeito eleito João Paulo Kleinübing (DEM) e Décio Lima (PT).

MAIS DE UMA
A prestação de conta oficial de JPK, em seu nome, é de R$ 662 mil, segundo dados do TSE (www.tse.org.br). Se você procurar na listagem do candidato não estão computadas informações importantes, como os gastos aplicados em marketing e propaganda, que ficaram na contabilidade do comitê financeiro único, de responsabilidade do partido. A conta final desse é R$ 1.003.466,00. O que não significa que a soma das duas contas dê o valor total dos gastos, pois o que acontece é um comitê transferir para o outro.

ESQUECERAM DE MIM
Dois exemplos de prestação das contas do candidato vencedor que ficaram de fora: a Fácil Comunicação, (Propaganda Visual) recebeu no total R$ 325 mil; a Premier Comunicação, (responsável pela produção dos programas de rádio e TV – não era a Quadro a Quadro? Ou Premier é um nome fantasia?) levou R$ 387 mil.

PARENTESES
Antes de prosseguir preciso dizer que pelo pouco que entendo, não há nada irregular nesse procedimento, pois as duas prestações de contas estão previstas na legislação. Só creio ser importante deixar bem claro, até para que todos saibam onde foram aplicados os recursos de campanha.

NÃO SEI NÃO
O marqueteiro da campanha, Chico Malfitani, por exemplo, levou apenas R$ 50 mil para tocar a estratégia, um salário para lá de “franciscano”, ainda mais para o padrão dele. Não vi em nenhum lugar o nome da Free Comunicação e Propague, agências que, em tese, trabalharam na criação do material. E os correios, hein? Receberam míseros R$ 194,00.

NÚMEROS PETISTAS
Os números da campanha de Décio estão mais claros, o que não quer dizer mais confiáveis. A prestação do candidato somou R$ 894 mil, enquanto a do comitê único fechou em R$ 135 mil. Entre os dados apresentados pelo financeiro do deputado está o pagamento de R$ 120 mil para a Lince Vídeo, que fez os programas de TV, R$ 160 mil para agência de propaganda Metra Escala e a maior parte para a gráfica Três de Maio, R$ 339 mil. Aliás, essa gráfica abocanhou também quase R$ 40 mil da campanha Democrata.

PARA FINALIZAR
Os números estão aí e vão ser carimbados pelo TSE. Exemplifiquei apenas os gastos na área de comunicação, por conhecer um pouco. Os números apresentados pelas duas candidaturas não batem com as estruturas montadas, principalmente a da campanha vencedora.

VOLTANDO O exemplo dado pela leitora Maria Paula, que motivou essa postagem, foi referente ao vereador eleito como mais votado, Jovino Cardoso (DEM). Seguem as observações dela:

"O Exmo. Sr. Jovino, conseguiu segundo a justiça eleitoral ser reeleito com uma votação fabulosa, gastando a importância de 6 milreais em dinheiro. E 14 mil reais em doações de valor estimado. Até ai tudo normal. O milagre a que me refiro está manifesto nasdiversas informações contidas ali. Vejamos algumas O vereador declara um gasto de 1.650 reais com locação de veículos. Eapenas 650,00 com o liquido precioso que move os veículos. Vejamos os benefícios que a descoberta do vereador pode trazer para acidade. Economia de combustível nos veículos da prefeitura e câmara,e quem sabe uma passagem de ônibus mais barata. Pena que a imprensa de Blumenau não esta disposta a contar como é possível tamanhaeconomia para nossa população. O vereador declara que gastou apenas R$ 2.440,00 em dinheiro dopróprio bolso na campanha. Alem disso afirma que seu assessor gastouR$ 1.600,00. O vereador recebe 4 em salário da CMB. O Assessor 1,5. Outra historia contada, nessa declaração do candidato, é que elepassou os 3 meses de campanha sem dar um único telefonema. Sem umúnico cabo eleitoral. Sem mandar uma única carta. E como ditoanteriormente com apenas 650 reais em combustível. É, ou não é um milagre. Como é pouco provável que algum promotor duvide do milagre realizado pelo vereador, e bem provável que ele seja diplomado nos próximos dias. Graças também a conivência dos homens e mulheres responsáveis pelanoticia em nossa cidade. Tudo isso que relatei é verdade, é informação pública, esta na paginado T R E, pena que não tenha sido dividida com o povão. "

EU PERGUNTO Pois então?

5 comentários:

Rafael disse...

Realmente o MP deveria investigar, porém duvido que isso aconteça. Além das contas do Jovino, também da de JPK, que me parecem muito abaixo do que se teve de visibilidade.E agora José?

Anônimo disse...

JPK por baixo gastou 1,5 milhão. Decio mais ou menos 900 mil. Tem buraco nesse furo!

Anônimo disse...

Infelizmente, nosso prefeito conta com a conivência dos veículos de comunicação da nossa cidade. Propriedades de grandes empresários ou políticos coronéis, os principais órgãos de imprensa do Estado agem de acordo com seus próprios interesses. Neste caso, com vista grossa.

Pior que isso é o fato de a futura câmara de vereadores ser composta por 90% de políticos da situação. Não tem como investigar, averiguar, fiscalizar as ações da prefeitura.

Serão quatro anos de trânsito livre do poder maior da cidade, que vai passar uma imagem de mil maravilhas para o povo. Que o Ministério Público faça uma luta digna, mesmo que solitária.

Anônimo disse...

Corrigindo: 2 anos. Com essa evidencia toda o pequeno Principe vai pra Governador! E nóis só de gaita depois

Anônimo disse...

O mensalão é coisa antiga, o PT continuou e foi denunciado pelo ciumera dos outros. Prestação de contas? onde, é tudo na mõ dos caras, nós é que sonhamos que vão apurar algo. Até quando acreditaremos em contos de fada?