quarta-feira, dezembro 31, 2008

TURISMO EM BAIXA

BALELA
O Walther Ostermann escreveu na edição de hoje do Santa sobre o assunto que eu já havia falado por cima aqui no blog. A suposta vocação turística de Blumenau, principalmente neste período. É hipocrisia, não existe. Ontem, por exemplo, enfrentei uma situação que reproduzo agora. Com fome e com preguiça de fazer algo, eu e minha esposa nos lançamos na tarefa de procurar uma tele-entrega. Don Peppone, Chef Waldemar, Blupizza, Banga Dunga (do meu amigo Dalmo Tinti!!) e Bonassoli. Nenhum atendeu. Conseguimos comer, mas depois de muito procurar e nada do que estávamos esperando.

DESCASO
Atenção... estou falando do dia 30, um dia normal, e não da passagem do ano. Além disso, padarias, lanchonetes, bares, lojas....Tudo fechado! Tomara que não venha nenhum turista para cá. Vai ficar feio. Mas independente dos visitantes hipotéticos, falta respeito também com as pessoas que ficam na cidade.

6 comentários:

Jota Lopes disse...

Caro Alexandre:

Boa parte dos comerciantes não faz idéia do número de pessoas que ficam em Blumenau nesta época do ano. Boa parte dos empresários acha que todo mundo vai à praia (como eles), mas aproximadamente 55% dos blumenauenses ficam por aqui; ou por terem que trabalhar ou por falta de $$ mesmo. É um descaso. A prefeitura (SECTUR) deveria dar um prêmio aos estabelecimentos que permancem abertos.

Anônimo disse...

Na segunda-feira, perto da Prefeitura, só o Per Tutti tava atendendo, nem a padaria da esquina tava aberta. O Per Tutti agradece, pois tava lotado na hora do almoço.

Rouse disse...

Por favor, onde você conseguiu? Estamos desesperados procurando um estabelecimento aberto...

Anônimo disse...

E mais fácil enfrentar a Rodovia Jorge Lacerda, a BR-470, a BR-101 e dá um pulinho até Balneário Camboriú, ou, quem sabe, lá na Capital para comprar pão, ir em alguma loja, no comércio em geral, enfim.... Blumenau está literalmente fechada, uma vergonha! Pura balela figuras públicas afirmarem na imprensa que a nossa cidade tem vocação turística, os visitantes encontram uma infinidade de atrações, podem usufruir do nosso comércio local. Até, em Ilhota, cidade de passagem, você pode comprar normalmente. Cadê os comerciantes e empresários que "lacram" o seu estabelecimento e correm em debandada às praias se esquecendo dos outros blumenauenses, dos visitantes que aqui aportam e nem almoçar conseguem? A impressão é que tudo se canaliza para as praias. Por isso, os outros, os que ficaram na cidade-jardim e os turistas que também nos visitam nesse época, é apenas resto , não existem razões para manter o comércio aberto.

Anônimo disse...

Tenho um amigo que diz o seguinte: Prego, madeira e martelo. Lacra as portas. Na Minha opinião, blumenau em Turismo morreu e esqueceu de deitar...mas promover a OKTOBER e talvez agora a NOVEMBER...eles são pecos. Não existe política de tutismo, não existe vontade políticae não existe nenhum capacitado para tal. Os que existem, estão fora e oui foram queimados pelos GESTAPOS. Heil!!!

Anônimo disse...

É preciso criar algo por aqui, se tem algum vereador neste espaço e ou próximo a ele, proponho um bondinho da prainha a té o morro do restaurante, uma passarela até o meio do rio com outros detalhes, um labirinto vivo na prainha, em fim amigos, é preciso parar de pedir turismo ende não tem nada? cultura e outros serão apenas incrmentos, ninguem vem pra cá pra ver museu, tirando os que necessitam é claro. Atitudes assim ou parecidas são fundamentais. Os vereadores que parem de elaborar leis inconstitucionais e ponham a mão na massa para o turismo, caso contrario o comercio fica inviável e oneroso para os proprietários, abrirem as portas e atender uns gatos pingados.