segunda-feira, agosto 25, 2008

DEBATE COM OS VICES

FRACO
A idéia foi boa, mas o resultado foi sofrível. Desculpa os amigos que tenho envolvido no processo. Mas é assim que posso descrever o debate com os candidatos a vice, exibido nesta segunda à noite pela TV Galega.

TUDO ERRADO
Com uma qualidade técnica apenas razoável, espaço e mobília inadequados, regras mal planejadas e uma mediação confusa, uma iniciativa valiosa do ponto de vista da democracia, o debate com os vices, foi um negócio constrangedor. Principalmente pela postura de dois candidatos que se mostraram absolutamente despreparados para o cargo que pleiteiam.

FORA DO NINHO
Paulo Villain e Hartmut Kraft. Um aposentado e o outro metalúrgico. Pessoas que não conheço, mas merecem todo o meu respeito. Só penso e defendo que para concorrer a qualquer cargo público, principalmente no Executivo, deveria se ter um processo mínimo de pré-seleção antes da candidatura ser avaliada pelo eleitor. Pouparia todos nós.

VENCEDOR
Ângelo Roncáglio deu um banho em Rufinus Seibt e Amauri Cadore. O pedetista precisou engrossar com a produção do programa, pois em dois blocos não respondeu a nenhuma pergunta, por omissão da regra. Já Rufinus sentiu-se em casa quando teve que responder sobre cultura, mas pisou na bola quando lia, praticamente na íntegra, as perguntas que fazia para os adversários.

BOA PERFORMANCE
Roncáglio botou pimenta no debate, sempre lembrando as propostas do cheque-saúde e do ônibus gratuito para os alunos das escolas públicas municipais. Alfinetou as candidaturas de JPK e Décio quando pôde. Lá pelas tantas tirou o programa de governo da última campanha de Kleinübing e um santinho do Décio e disparou: “são 12 anos de promessa”. Rendeu a parte mais animada do programa e dois direitos de resposta.

2 comentários:

ARTILHEIRO disse...

Estamos perdidos; depois jogam a culpa nos eleitores e recomendam que escolhamos certo. Deste balaio não se salva um. Lamentável.

Osní disse...

Concordo que o DEBATE COM OS VICES
foi FRACO
Sem Desculpas o debate com os candidatos a vice, exibido nesta segunda à noite pela TV Galega.

Bem que avisei que o local é para entrevistas e não para debates, no Plaza Hering os candidatos não tinham a preocupação com a máquinaria que é utilizada.
Já na galega muito improviso e tinha que darTUDO ERRADO
Com uma qualidade técnica apenas razoável, a mesa não respeitou as regras planejadas e a mediação cofundiu ainda mais,
Villain e Hartmut Kraft. Um aposentado e o outro metalúrgico.
Resultado da falta de espaço aos lideres comunitários, foi um teste para ver como se comportariam na situação real.
Complexo e acima de tudo desafiador, resta dizer que precisam superar a si mesmos, são seus próprios adversários.

Sem medo de ser feliz!