quinta-feira, outubro 16, 2008

IMPACTO SC x JPK

RELAÇÕES ESTREMECIDAS
Não conheço o pessoal do blog e jornal Impacto SC, mas parece que não se bica mesmo com a administração de João Paulo Kleinübing. Ele posta hoje uma "muvuca" que teria acontecido entre a pessoa que distribui os jornais e um assessor da Prefeitura, o jornalista e meu amigo Humberto Trindade. Segundo o Impacto, o jornalista teria recolhido todos os 15o exemplares que seriam distribuídos dentro do Paço Muncipal. O funcionário do jornal registrou BO.

MAIS
Quem quiser acompanhar mais, é só acessar http://impactosc.blogspot.com/. Se a Assessoria de Imprensa da Prefeitura quiser dar
sua versão para o episódio, é só mandar e mail para o blog.

13 comentários:

Anônimo disse...

Olha o filhote da diatdura dentro da Prefeitura de Blumenau..

O alcaide de Blumenau, João Kleinübing, como um político que respeita a liberdade de expressão e a democracia, e que sabe que não é o dono da Prefeitura da cidade, apenas está prefeito, adora ler o Jornal Impacto. Ao menos é o que se deduz, pois funcionários da Prefeitura estão recolhendo o Impacto na marra, foi o que houve na portaria da prefeitura, onde aproximadamente 150 exemplares do Jornal Impacto “foram apreendidos”. Vai ver ele não acredita que cada exemplar trás a mesma informação que os outros e quer comparar tudo o que sai, exemplar por exemplar! Já que não queremos acreditar que ele teve um rompante de censura, tipo Dops, da fase do ‘bato e arrebento’.


Boletim de ocorrências


Como, pelo visto faltou coragem para alguém assumir a cagada de mandar ‘prender e arrebentar’ o Jornal Impacto, a saída é a censura. A cortesia foi o recolhimento dos exemplares que estavam sendo distribuídos gratuitamente às pessoas que trabalham na Prefeitura Municipal de Blumenau, quase todos concursados, menos aqueles amigos do rei, tipo uns 500. Ou seriam uns 1 mil?, ou 2 mil ?. Sem contar aqueles três que foram flagrados pelo Jornal de Santa Catarina fazendo uma boquinha fora do local de trabalho. E foram mantidos no poder. Afinal, eles são o exemplo da ‘dignidade e o respeito’ à Constituição que se transformou a prefeitura de Blumenau. Estes três não contam. São apenas um erro de conduta. Como brinde pela generosa dádiva da censura, o representante do prefeito João recebeu um BO 00055-2008-05180 para pendurar na parede como troféu de ditador. Cuidado, senhor alcaide, os moradores de Blumenau podem lhe confundir com outro ditador muito conhecido por estas terras catarinas. E desprezado pelos amantes da democracia. Por favor, não confunda com ‘demos’ ‘cracia’. O nome dele, não lembro bem, mas era um certo Emílio!? Ou seria Ernesto? Vai ver era Adolfo!


Dinheiro honesto


O distribuidor dos exemplares do Jornal Impacto em Blumenau, Carlos Silva, estava fazendo o que vem fazendo nos últimos 12 meses: distribuir exemplares do Jornal Impacto na cidade de Blumenau. Afinal, isto é uma maneira digna de ganhar seu dinheiro. Carlos estava levando, com seu trabalho, o sustento da sua família. Sem roubar, sem sonegar, sem receber ou oferecer propina. Sem corromper. Apenas trabalhando. Ele é um trabalhador como outro qualquer. Ele não tem loja de sapatos de R$ 1 milhão nem dinheiro na Europa, muito menos pai rico. Ou que ficou rico com a política. Logo, precisa trabalhar. Entregar jornais em pontos de movimento de pessoas e de políticos é uma forma de fazer o Jornal Impacto ser lido e conhecido na cidade. Isto é dignidade. Mas Carlos foi impedido de trabalhar, de ganhar seu honesto dinheiro por um cidadão, dentro da Prefeitura de Blumenau. Como diz o relato do BO: “Relata o comunicante que, em data supra (9/10), chegou a Prefeitura Municipal de Blumenau para fazer a entrega semanal do Jornal Impacto Santa Catarina, foi abordado pelo assessor de Imprensa Humberto (provavelmente Humberto Trindade?), que o abordou e recolheu um fardo com 150 exemplares, de forma indevida e sem motivos aparentes”. Das 31 pessoas que trabalham somente na Assessoria de Imprensa da Prefeitura, fora o pessoal da Agência de Propaganda, e dos veículos de comunicação, era de se esperar uma atitude mais decente. Vale lembrar que João Kleinübing está no poder por mais quatro anos. Ele passa, os jornalistas continuam (...pelo menos é o que espera- mos). E, atitudes como estas, serão lembradas ad eternum pela imprensa livre de Blumenau.


Cara de pau


E, na maior cara de pau, lá no site da Prefeitura, está escrito em palavras singelas e bonitas o objetivo da Assessoria de Comunicação do prefeito João Kleinübing: “A Secretaria Municipal de Comunicação Social tem como objetivo divulgar as ações da Prefeitura, bem como promover a total integração das secretarias e autarquias. Tem a função de manter e estreitar as relações (censura é manter e recolher é censurar) com a imprensa local, regional e nacional, seja ela do meio impresso, televisivo, rádio ou internet”. Tem mais da cara dura; “Trabalha em conjunto com as áreas municipais do governo, sejam elas de atendimento à comunidade ou não (atenderam tão bem que confiscaram os jornais pra facilitar o trabalho do distribuidor), para o desenvolvimento do município, estimulando e incentivando a participação (para participar as pessoas precisam ser informadas – censura não é estímulo) da população nas atividades do Poder Executivo, de forma democrática (no governo João ‘Adolfo’, censura deve ser democracia), com base nas diretrizes que norteiam a ética dos profissionais de comunicação (bastante ética, na marra, pelo visto). Mas estaremos sempre por aqui, prefeito e, se quiser, podemos mandar uma assinatura como cortesia diretamente para sua casa em Blumenau ou, se preferir, para a Daniela.

jornalista indignado disse...

Não estava lá para presenciar a cena, mas quem conhece o Humberto sabe que não faria mal a ninguém, quanto menos envolver-se em muvuca. Ele tem credibilidade e história na imprensa blumenauense. Já esse tal de Impacto, tem alguma credibibidade? E por que distribuir o jornal na prefeitura? Lugar de distribuição de jornal é na casa do assinante, na banca ou, no máximo, em semáforos. Liberdade de imprensa não pode ser escudo para burlar a lei ou difamar as pessoas de bem.

Anônimo disse...

Jornal Impacto está para JPK assim como a Veja está para o Lula ...

primeiramente analisem a escrita desse "jornal". Pela Qualidade dos textos, podemos definir a qualificação, credibilidade e profissionalismo desse tal de impacto.

Anônimo disse...

Comparar Impacto com Veja é o fim do mundo... Ah! esse jornal venceu licitação para distribuir seu produto na prefeitura? Eu também quero...

Anônimo disse...

Deve ser mais veiculo de comunicação que ficou sem uma verbinha da P.M.B.

Anônimo disse...

O Prefeito nem sabe da história. Ele aprendeu com o mandatário maior: não sei, não vi, não foi comigo. O "menino prodígio" só autoriza, não mabnda nada. Aprendiz de Nazista de Blumenau.

Anônimo disse...

SR. ALEXANDRE, POR FAVOR INFORME A SEUS LEITORES:
Quem é esse Carlos Silva que distribui o Impacto? É aquele jornalista do PT que estava na prefeitura no tempo do Décio? Se for, a coisa passa a ter um novo rumo...

Porque é que um jornal de FNL vem sendo distribuido em Blumenau?

Xnet disse...

Nossa como as vespas defendem com voracidade seu JPK.

Será o benedito?

Ele não é santo... santo... santo...

amém

hahahaha

será que se o lula intervisse na entrega da veja o que aconteceria ? JPK pode tudo!! Amem

Anônimo disse...

Quem anda alimentando o Xnet? Pelo visto deram muito milho para ele...
Esse "jornal" Impacto é realmente "impactante", tamanha cara de pau do editor, que não escreve mais m... por falta de espaço. Ah, comparar um folhetim de porta de fábrica ou sindicato com a Veja já é demais. O Impacto não serve para nada, senão para apreciarmos o quão ridícula pode ser uma publicação.

Anônimo disse...

Eu conheço o Carlos! Ele não é do PT!Que mania de dizer que , quem não concorda com a Política totalitária de JPK é tudo Petista!Ou será que a direita tem dificuldade de diferenciar pensamentos teóricos de esquerda e saber que existem mais Partidos com posicionamento socialista?Os neurônios devem se bicar...

Anônimo disse...

Falei muito antes da eleição sobre o DEM, O JPK é queridinho dos BOrhausen e Konder Reis, ah, e grande parte da imprensa tbem, lembram que ele falava a vontade nas entrevistas semanais em radios, tvs e jornais antes das eleições. É assim mesmo, depois das eleições tudo volta ao normal, acreditar e se emocionar com esta gente faz parte da estória de Blumenua, andamos na via errada sempre, temos menos policiais, menos saúde, menos tudo, então, vamos pra traz tem muito tempo, por aqui o tal de DEM(PFL não esqueçam), tem moral, é uma pena, a gangue agora é bem maior com as secretarias do PMDB e mais um monte de partidos.Não digam que sou PT pois não sou, apenas penso, que é o que o DEM não quer.Eles querem que os defendam, na surdina apoiarm o PSDB com os 45 escândalo do FHC, lembram?

Anônimo disse...

que coisa!!! se esse jornal é do PT pq ele esta malhando o pau no Carlito em Joinville? Da pra ver que são todos alienados!!!

impacto disse...

Esse tipo de Jornal (?) funciona a base de dinheiro. Se receber fala bem, se não receber mete o pau. Não tem credibilidade. Aqui bate no JPK (provavelmente porque mordeu e levou um fora), lá em Jvll deve ter ido morder o Carlitos e também não recebeu, por isso escreve um monte de merda contra o cara (pior que ele ainda tá disputando eleição). O mdelhor é não dar credibilidade pra esse tipo de publicação, pois um dia, ainda vai sobrar para você. O melhor é ignorar.